Foto

Five Minutes More: “speed dating” para heteros e gays

A 13 de Junho, o Maus Hábitos, no Porto, recebe a segunda edição da noite de "speed dating" Five Minutes More. Inscrições estão abertas — e a esgotar

Em "Five Minutes More", Frank Sinatra roga por mais 300 segundos do tempo dela. Diz que a noite passou muito depressa, que ansiava por um beijo, ou dois, à porta de casa dela. Por isso, implora. Mais cinco minutos — "só mais cinco minutos dos seus encantos". É a sina dos encontros românticos: o tempo tanto se eclipsa como tem o peso da eternidade.

Serve este preâmbulo para alertar para a importância da medida "tempo" nestas coisas do coração. Se no sábado, 13 de Junho, tiveres muitos minutos livres, talvez queiras ocupá-los no Maus Hábitos, no Porto, para a segunda edição do Five Minutes More, uma "noite de 'speed dating' para lonely hearts". Sim, é um evento de "encontros rápidos", mas com algumas diferenças dos tradicionais: é hetero e gay-friendly e não tem limite de idade. E — classe — o nome foi inspirado numa música de Frank Sinatra.

Tudo começou por uma "brincadeira de amigas", conta Cristina Miguel, de 32 anos, designer de moda e uma das impulsionadoras desta actividade lúdica. Porque "faltava no Porto um evento deste género" e porque, por vezes, "se torna difícil conhecer pessoas fora do círculo habitual de amigos". Juntou-se à ilustradora Joana Estrela e juntas elaboraram uma noite de "speed dating", sem a carga do "intuito amoroso" exclusivo. Sim, pode-se ir e apenas fazer amigos.

PÚBLICO -
Foto

"[Este evento] Nasce também porque as pessoas comunicam muito pelas redes sociais, mas depois na rua nem sequer se cumprimentam. A comunicação frente a frente, olhos nos olhos, está-se a perder um bocado." Ainda mais no caso dos portugueses, mais "envergonhados", que não vão falar com qualquer um, ou uma.

Na noite de estreia, em Abril, as inscrições para os casais hetero esgotaram duas semanas antes; agora deve ir pelo mesmo caminho. E que tal correu? Cristina não recebeu "feedback" directo, mas, fado de cidade pequena, garante, entre risos, que "há pelo menos um casal confirmado" e outros tantos "avistados" entre copos de vinho ao final da tarde.

"Five minutes more?"

Há 30 vagas para heterossexuais (15 homens e 15 mulheres) e 14 para homossexuais (12 homens, 12 mulheres). A inscrição é obrigatória e tem o preço de 5 euros. Pode ser feita pelo e-mail [email protected] (com nome, contactos e preferência sexual) e dá direito a uma "welcome drink" e pipocas ("para quebrar um bocado o gelo"). Desta vez vai também ser sorteado um jantar para duas pessoas no restaurante dos Maus Hábitos.

Na própria noite, 13 de Junho, a dança das cadeiras arranca às 21h. Os participantes recebe uma caneta e um cartão de encontros. Cada "date" tem a duração de cinco minutos — não é preciso levar relógio, há uma campainha para acordar das trevas ou do sonho. No final, é só preciso responder a uma pergunta em relação à pessoa com quem se conversou: "Five minutes more?". Se a resposta de ambos for afirmativa, a organização encarrega-e de os pôr em contacto mais tarde (é como um "match" no Tinder"). Ou seja, só há troca de dados quando o interesse é mútuo.

Dica da organização (em permanente actualização): tirar notas (para não confundir as pessoas com quem se falou ) e, sublinha Cristina, aproveitar bem os cinco minutos. "Mais do que falar da cidade de onde são, estudam, trabalham e a conversa ser tão 'polite' e trivial, extrair mesmo alguma coisa. É que cinco minutos podem durar muito tempo... ou ser muito pouco tempo." E a campainha está sempre lá para acordar.

Sugerir correcção