Procuradoria confirma que Marco António Costa é alvo de inquérito no DIAP do Porto

Vice-presidente do PSD foi alvo de participação de ex-dirigente do partido no Porto.

Foto
Marco António Costa Nuno Ferreira Santos

O vice-presidente e porta-voz do PSD Marco António Costa está a ser investigado pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) do Porto, na sequência de uma participação, disse à Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR).

“Confirma-se a recepção de participação, que deu origem a um inquérito, que corre termos no DIAP do Porto”, disse a fonte da Procuradoria-Geral da República.

O caso foi avançado pela RTP neste sábado, de acordo com a qual Marco António Costa está a ser investigado na sequência da denúncia de alegados crimes de tráfico de influências durante os mandatos na Câmara de Gaia.

“A acusação partiu de Paulo Vieira da Silva, antigo dirigente do PSD-Porto, que enviou uma carta à Procuradoria a descrever uma rede de influências de Marco António Costa na autarquia e empresas municipais onde terá beneficiado amigos e pessoas da estrutura partidária. Paulo Vieira da Silva também tornou públicas estas denúncias nas redes sociais.

Contactado pela RTP, Marco António Costa não quis comentar o caso”, divulgou a televisão pública.

Já na noite deste sábado a RTP acrescentava que o vice-presidente do PSD é acusado de “utilizar a distrital do partido em benefício político, pessoal e de negócios”, e que já apresentou uma queixa por difamação.