Literatura, arte, gastronomia e Manuel Alegre na Feira Cultural de Coimbra

O poeta recebe a medalha de ouro da cidade no primeiro dia do evento que se realiza entre 30 de Maio e 7 de Junho.

Foto

A homenagem a Manuel Alegre coincide com o aniversário dos 50 anos do lançamento do livro “Praça da Canção”, editado em Coimbra. Um dos pontos do programa da Feira Cultural para o dia 30 assinala essa mesma a data. 

Apresentado nesta quinta-feira no Salão Nobre da Câmara Municipal de Coimbra, o programa da Feira Cultural apresenta algumas alterações em relação a 2014. Nomeadamente “um maior investimento em programação cultural, que trará a Coimbra vários artistas e criadores de relevo nacional”, adianta o presidente socialista, Manuel Machado.

Neste sentido, o autarca revelou que o orçamento destinado à realização da feira é superior ao do ano anterior. Em 2014 o evento tinha custado 91 mil euros, sendo que a cifra sobe para os 113 mil, na a edição deste ano. Manuel Machado justifica parte desta subida com o cachet dos artistas que vão actuar.

Anteriormente autónomas, as feiras do livro e do artesanato foram integradas num evento que junta, desde 2014, gastronomia e outros stands com várias entidades da cidade. O presidente da autarquia sublinha a necessidade de “mudar de paradigma”, dada a “perda de visitantes ao longo dos anos” verificada com os anteriores modelos. Machado entende que, para a cidade, “a cultura é uma alavanca para a cultura e turismo e é necessário aproveitar esse potencial”.

Entre 30 de Maio e 7 de Junho, estarão presentes no Parque Manuel Braga 158 expositores, sendo que a maioria se divide entre edições livreiras - com 47 expositores - e 73 representantes do artesanato de vários pontos do país. Presentes estarão também representantes de edições musicais, artes plásticas, gastronomia e indústrias culturais.