Quase tudo por decidir a duas jornadas do fim

Cinco pontos separaram os quatro primeiros classificados do Top 14 a um par de rondas de terminar a Fase Regular

Foto
DR

Com apenas duas jornadas por se jogar, o Top 14 contínua com praticamente tudo por decidir. Oito equipas estão ainda em luta por um dos seis lugares que dão acesso ao play-off, e as restantes formações tentam manter na edição de 2015-16 do principal campeonato francês. O Lyon é o único que parece já ter o seu destino traçado: a Pro D2.

 

O Oyonnax desta vez não conseguiu vencer, mas alcançou um valioso bónus defensivo na visita a Bordéus (23-26). O ponto foi alcançado no derradeiro minuto da partida, após o defesa Denos marcar um ensaio oportunista na “bola de jogo”. Com esta vitória, o Bordeaux-Bègles mantém o 8.º lugar, estando a apenas três pontos do 5.º lugar.

Foto

 

O RC Toulon, ainda na ressaca dos festejos da conquista do triplo campeonato europeu, venceu em Mayol o Castres, por 37-21. Num festival de râguebi ofensivo, com oito ensaios, a equipa da casa provou mais uma vez que está pronta para lutar em todas as frentes e segue isolada na liderança. O Castres continua em grandes dificuldades e jogará uma verdadeira final na próxima jornada, contra o Brive.

 

Lyon e La Rochelle, dois outros candidatos à descida, acabaram empatados (16-16), num jogo muito fechado e com muitos nervos à mistura. O resultado acaba por favorecer mais a equipa visitante, que se mantem no 9.º lugar. Já o Lyon, vê a Pro D2 cada vez mais perto.

 

O Montpellier não facilitou e venceu em casa o Bayonne, por 33-16. A um ponto dos lugares do play-off, a equipa de Jack White apresentou qualidade de jogo, com Trinh-Duc e Ben Lucas a liderarem o conjunto, mantendo a esperança de um titulo que lhes foge há muito tempo. A equipa basca, penúltima classificada, continua com grandes dificuldades neste fim de campeonato e terá de vencer os últimos dois jogos para se manter no Top 14.

 

O Toulouse continua em alta e nesta jornada recebeu e destruiu completamente o Brive, por 67-19, num jogo em que marcaram nove ensaios. Os forasteiros, sem Thomas Laranjeira, nunca conseguiram contrariar o poder ofensivo do Toulouse, que ao intervalo já ganhava por 32-13, e encontram-se agora numa situação complicada, com apenas um ponto de vantagem sobre os lugares de despromoção. Já o Toulouse, reforçou o 3.º lugar, ainda com boas hipóteses de chegar ao top-2.

 

O Clermont, finalista vencido da Champions Cup, reagiu bem ao desaire europeu e venceu com ponto de bónus em Grenoble: 37-17. A equipa de Julien Bardy (foi titular) apresentou-se com um XV inicial com muitas alterações, mas exibiu um nível de jogo altíssimo, que não deu hipóteses ao seu adversário. Com esta vitória, os “jaunards” mantêm a vice-liderança e na próxima jornada voltam a ter um frente a frente com o RC Toulon, desta vez em casa.

 

No último jogo da ronda, o Stade Français venceu o derby parisiense na condição de visitante (28-19). Mesmo jogando com 14 durante mais de uma hora, o Stade Français soube repelir todos os ataques do Racing Metro e alcançar uma vitória importantíssima. Titular no lugar de Jules Plisson, afastado dos relvados devido a uma lesão, Steyn respondeu da melhor forma e teve uma prestação quase perfeita, ao converter sete penalidades que permitiram ao Stade Français manter uma margem de segurança no comando do jogo. Já o Racing Metro, perdeu uma excelente oportunidade de se aproximar do 4.º lugar e só tem três pontos de vantagem sobre o 7.º classificado.