App ajuda a estimular a memória dos doentes de Alzheimer

Backup Memory identifica os membros da família e amigos do doente, ao mesmo tempo que relembra as relações com cada um.

Foto
Um exemplo de como funciona esta aplicação Samsung

“Não consigo imaginar o dia em que ele não me irá reconhecer”. A frase é de uma filha cujo pai sofre da doença de Alzheimer e faz parte da apresentação de uma aplicação móvel (app) criada na Samsung e destinada a, através da estimulação da memória, ajudar as pessoas que sofrem da doença, ainda numa fase inicial.

A app Backup Memory é gratuita e está disponível para Android, para já em inglês e francês. Criada pela Samsung com o apoio da 3SG BBDO e da Associação Tunisina de Alzheimer, a app tem um objectivo simples: “tornar a vida dos doentes com Alzheimer mais fácil, bem como das pessoas que os ajudam”, como refere o director de marketing mobile da Samsung Electronics Tunisia, Azer Jaafour, numa nota da empresa.

O responsável sublinha que na pesquisa para a app a equipa da Samsung e da 3SG BBDO confirmaram através de estudos publicados recentemente que estimular mentalmente doentes com Alzheimer através de lembretes regulares de acontecimentos no passado “podem potencialmente abrandar a progressão da doença”, que é a forma mais comum de demência.

A doença de Alzheimer provoca uma deterioração progressiva e irreversível de diversas funções cognitivas, como a memória, atenção, concentração, linguagem ou pensamento, que culmina com incapacidade de recordar informação, mesmo que esta esteja relacionada com as pessoas que são mais próximas, seja família ou amigos.

A Backup Memory pretende funcionar como um estimulador de memória para pessoas que revelam os primeiros sinais da doença. “A app ajuda os doentes a perceberem o que está à sua volta, identificando membros da família e amigos, ao mesmo tempo que relembra as suas relações com cada um e as memórias partilhadas no passado, recorrendo a fotografias e vídeos”, explica a Samsung.

Através de ligação por bluetooth, a Backup Memory procura outros equipamentos que estejam a utilizar a app, interligando-os e partilhando informação sobre os utilizadores sempre que se encontram num raio de 10 metros. Para que isso aconteça é necessário que dados, fotografias e vídeos sejam introduzidos previamente no smartphone através da app.

O primeiro balanço sobre a utilidade da Backup Memory foi feita pela Associação Tunisina de Alzheimer. “Experimentámos a Backup Memory em alguns dos nossos doentes com Alzheimer com resultados muito positivos”, afirmou Meriam Labidi, médico geriatra e membro da associação, citado pela Samsung.



Sugerir correcção