DR
Foto
DR

Quatro primeiros separados por apenas um ponto

A uma jornada do final da Fase Regular do Guinness Pro 12, o equilíbrio dificilmente podia ser maior no topo da tabela

A penúltima jornada da fase regular do Guinness Pro 12 deixou tudo por decidir entre os quatro primeiros para a última ronda. Com o empate entre Ulster e Munster e a vitória dos frente aos Glasgow Warriors, há um trio empatado na frente e ninguém tem o factor casa garantido para as meias-finais.

 

Newport Dragons-Edinburgh (19-5)

PÚBLICO -
Foto

Com o jogo em 9-0 ao intervalo, um ensaio aos 60’ de Hugh Gustafson dilatou a vantagem para os Newport Gwent Dragons, em Rodney Parade, que ficaram com o triunfo praticamente garantido. Stuart McInally ainda fez um ensaio para escoceses, feito sem impacto no resultado final.

 

Leinster-Treviso (10-0)

Com um ensaio solitário do incontornável Jamie Heaslip, o Leinster garantiu a presença na Champions Cup da próxima temporada. Foi um jogo de muita pressão irlandesa e boa defesa italiana. Os restantes pontos vieram da conversão de Jimmy Gopperth e de uma penalidade de Ian Madigan.

 

Ospreys-Glasgow (21-10)

Uma vitória clínica dos Ospreys, que fez os galeses saltarem para o primeiro lugar e ficarem em posição privilegiada para garantirem um jogo em casa nas meias-finais. Com 3-3 ao intervalo, os primeiros 20 minutos da segunda parte foram determinantes para a vitória galesa, com ensaios de Ben John e Rhys Webb. Chris Fusaro ainda fez toque de meta pelos escoceses que, no entanto, nada mais puderam fazer. Este ímpeto dos Ospreys nas últimas jornadas acabou por contrariar a posição de quase exclusivo domínio do Glasgow durante toda a época.

 

Ulster-Munster (23-23)

No embate mais entusiástico da jornada, os grandes rivais irlandeses terminaram com um empate a 23 pontos. O Munster viveu muita na primeira parte das penalidades de Ian Keatley mas mesmo perto do fim da primeira parte, um ensaio do Ulster, por Tommy Bowe, trouxe de novo interesse à disputa do resultado. A quatro minutos do fim, um ensaio de Keith Earls parecia encerrar as contas a favor do Munster, mas na última jogada, Paul Marshall fez toque de meta para o Ulster e Paddy Jackson, com a conversão, fixou o empate final.

 

Zebre-Connacht (10-40)

O Connacht ainda permitiu um ensaio aos italianos, por intermédio de Brendon Leonard, mas depois abriu o livro e com ele vieram seis ensaios (bis de John Cooney). Foi um jogo de um só sentido com o Zebre a conseguir mostrar uma boa defesa no início do segundo tempo, num esforço que acabou por se revelar estéril.

 

Scarlets-Blues (16-6)

Num jogo muito dependente dos pontapeadores, foi o ensaio solitário de Ken Owens que fez a diferença para os Scarlets, que seguem em sexto lugar, enquanto os Blues seguem na décima posição.

Sugerir correcção