Projecto Refood angaria voluntários e expande-se

Iniciativa pretende abrir novos núcleos em Lisboa, Covilhã, Cascais, Almancil e Ermesinde.

Miguel e Henrique, voluntários da Refood, à porta de uma das pastelarias onde foram recolher sobras
Foto
Miguel e Henrique, voluntários da Refood, à porta de uma das pastelarias onde foram recolher sobras Miguel Manso

O projecto Refood, que tenta evitar o desperdício de comida nos restaurantes, recolhendo os excedentes e distribuindo-os pelos mais carenciados, angariou mais 100 voluntários este fim-de-semana, num encontro que decorreu no domingo, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

O principal objectivo deste último encontro, explica a organização em comunicado, era sensibilizar os cidadãos a participarem como voluntários na luta contra o desperdício alimentar de forma a tentar criar condições para pôr fim à fome nos países desenvolvidos, através de uma actuação micro-local.

Apenas possível com a participação da população, o projecto conta já com o envolvimento diário de cerca de 2400 voluntários que ficam encarregues de assegurar a recolha dos alimentos em excesso, cuja alternativa seria o lixo, em mais de 700 fontes, entre as quais restaurantes, pastelarias, cafés, padarias, supermercados e hipermercados. Estas refeições são posteriormente empacotadas e distribuídas a mais de 1600 pessoas carenciadas.

Qualquer cidadão que reúna condições para ceder duas horas semanais do seu tempo ao projecto pode inscrever-se como voluntário, adianta o comunicado. Neste momento, a organização alerta também para a necessidade de serem preenchidas as vagas disponíveis na equipa de gestão do projecto, o que já implicaria a dedicação de seis a oito horas por semana. 

Com uma internacionalização pensada para breve, o projecto tem 16 núcleos em funcionamento e está prevista, ainda para esta Primavera, a abertura de núcleos em Alcântara, Santo António, Santa Clara, Belém, Covilhã, Cascais (Carcavelos, Parede e S. D. de Rana), Almancil e Ermesinde. Cada núcleo está organizado de modo a responder às necessidades da sua área geográfica. 

O Refood, projecto voluntário nascido a 9 de Março de 2011, começou na freguesia de Nossa Senhora de Fátima em Lisboa e está, agora, presente em Telheiras, Estrela, Lumiar e Alfragide, Olivais, Foz de Douro (Porto), São Sebastião de Pedreira, Carnide, Algoz-Tunes (Algarve), Braga (Minho), Misericórdia, Alcobaça, Cascais, Parque das Nações e Alvalade. Por mês, são resgatadas mais de 25.000 refeições que de outra forma iriam para o lixo.

Texto editado por Ana Fernandes

Sugerir correcção