Rio Ave relança esperança europeia ao vencer Belenenses

Lisboetas só conseguiram reduzir nos últimos minutos, no Restelo, com um golo de Rui Fonte (1-3).

Foto
Miguel Riopa/AFP

Golos de Diego Lopes, Tiago Pinto e Del Valle reacenderam a esperança do Rio Ave, que venceu o Belenenses o Restelo (1-3), na luta por um lugar europeu em jogo da 31.ª jornada da I Liga. Com este triunfo, a equipa de Vila do Conde soma agora 42 pontos, menos um do que o Paços de Ferreira e Belenenses, sexto e sétimo campeonato, e coloca um ponto final na série de seis jogos sem vencer (quatro empates e duas derrotas em todas as competições).

Num encontro que começou com seis minutos de atraso, devido a problemas com a rede da baliza do topo norte do Estádio do Restelo, o Belenenses sofreu a primeira contrariedade ainda antes do jogo começar. O defesa João Meira, que fez os exercícios de aquecimento, foi preterido devido a problemas físicos e entrou Dálcio para o "onze" inicial, enquanto Fábio Sturgeon recuou para lateral direito.

Para piorar o quadro para os anfitriões, aos cinco minutos, Diego Lopes, que agradeceu a passividade da defesa da equipa comandada por Jorge Simão, colocou o Rio Ave na condição de vencedor depois de uma assistência magistral de Ukra.

Balanceados no ataque - três tentativas de golo entre os 21 e 26 minutos, desperdiçadas por João Afonso, Dálcio e Ricardo Dias -, os "azuis" descuraram o capítulo defensivo e Tiago Pinto, aos 28 minutos, ampliou a contagem depois de tirar três adversários da frente e bater a bola por entre as pernas do guarda-redes Ventura.

A eficácia evidenciada pela formação de Vila do Conde manteve-se no segundo tempo e, na primeira oportunidade, Del Valle ampliou para 3-0, aos 52 minutos, após assistência de Ukra.

Antes, o Belenenses tinha tentado reduzir, mas tanto José Fonte, que proporcionou a Ederson a defesa da noite, como Tiago Caeiro, que chegou atrasado à bola, não conseguiram materializar as oportunidades.

Apenas em cima do apito final, Rui Fonte conseguiu bater Ederson. O avançado cedido pelo Benfica aproveitou um ressalto de Tiago Caeiro para, de cabeça, fazer o golo de honra para a formação do Restelo.

Sugerir correcção