DR
Foto
DR

Saracens não passaram em Milton Keynes

Os Northampton Saints seguraram a liderança após a 20.ª jornada da Premiership, Exeter Chiefs em queda

Os dois primeiros classificados da AVIVA Premiership venceram na 20ª jornada. Bath consolidou o segundo lugar ao derrotar os London Irish, mas no embate da ronda, os Saints e Steven Myler foram melhores do que os sempre candidatos Saracens. Os Exeter Chiefs perderam com os Wasps e deram um tombo na tabela.

 

Bath-London Irish (43-18)

PÚBLICO -
Foto

Os London Irish fizeram uma boa primeira parte, com um ensaio de Tom Court, seguindo com uma vantagem de 13-12 para o intervalo. Na segunda parte, no entanto, viu-se um Bath em todo o seu esplendor, com quatro ensaios em 20 minutos: Leroy Houston, Jonathan Joseph, Matt Banahan e Sam Burgess. Semesa Rokoduguni faria ainda o quinto ensaio da equipa da casa, antes de Blair Cowan ter reduzido para os “exilados”. Com este triunfo, Bath segue em segundo lugar, posição que permitirá jogar em casa na meia-final.

 

Sale Sharks-Harlequins (23-25)

A equipa dos Harlequins dominou a primeira parte, com quatro ensaios e um claro 22-6 ao intervalo que não fazia antever grandes problemas. No entanto, os Sale capitalizaram bem a segunda parte e o cartão amarelo mostrado ao jogador dos Quins, Dave Ward, ajudou. Tom Arscott entrou no jogo e marcou dois ensaios para os Sale, tendo ainda Mark Cueto, mesmo no final, feito toque de meta. Joe Ford (Cipriani já tinha saído) teve na conversão do ensaio a possibilidade de empatar, mas desperdiçou a oportunidade.

 

Leicester Tigers-London Welsh (38-17)

A primeira parte foi bem disputada, com um ensaio para cada lado (Ben Youngs e Koree Britton). Dois toques de meta de Laurence Pearce trouxeram depois os Tigers para a ribalta, depois de Chris Hala’ufia, “8” dos London Welsh, ter visto vermelho por agressão. Em superioridade numérica, os Tigers abriram a passada e marcaram calmamente mais três ensaios (Sam Robinson, Jamie Gibson e Tom Youngs).

 

Gloucester- Newcastle Falcons (42-40)

À procura da primeira vitória desde Fevereiro, mas também já com um olho na final da Challenge Cup frente a Edinburgh, Gloucester entrou em jogo com ansiedade. Os Falcons conseguiram marcar dois ensaios através de Mark Wilson e Sinoti Sinoti. Twelvetrees reduziu, mas na sequência de um driving maul dos Falcons, Scott Lawson faz toque de meta e garantiu uma ida para intervalo bastante generosa (27-13). No segundo tempo, o Gloucester esteve mais assertivo, mas sempre com uma réplica poderosa dos Falcons. Os 15 minutos finais foram decisivos, com mais quatro ensaios para a equipa da casa.

 

Northampton Saints-Saracens (25-20)

Com mais de 27 mil espectadores no Stadium MK, em Milton Keynes, a reedição da final da época passada começou com os Saracens bem mais fortes e determinados, tendo marcado nos primeiros 40 minutos dois ensaios por Chris Wyls. Samu Manoa marcou pelos Saints, depois de um bonito offload de Burrell. A diferença final acabaria por estar nas seis penalidades que Myler converteu. Os Saints denotando algum cansaço, estiveram aquém do que são capazes.

 

 

London Wasps-Exeter Chiefs (36-29)

O ensaio no primeiro minuto de Christian Wade teve resposta praticamente imediata dos Chiefs, por Will Chudley. Andy Goode e a sua capacidade pontapeadora fizeram o 26-16 ao intervalo. Thomas Waldrom marcou o seu 14.º ensaio, com Henry Slade a rivalizar com Goode na assertividade dos pontapés. Mesmo no cair do pano, Joe Simpson, perseguindo e apanhando a bola após um up and under, garantiu uma justa e importante vitória para os homens de Londres.

Sugerir correcção