Amantes da observação de aves rumam a Estarreja

Este fim-de-semana, há nova edição da feira Observaria, que contempla várias palestras e actividades de campo. São esperados milhares de visitantes.

Considerado por muitos como um verdadeiro santuário natural, a área do Bioria, ecossistema situado no Baixo Vouga lagunar, mais concretamente no município de Estarreja, tem vindo a afirmar-se, cada vez mais, junto dos amantes da observação de aves - vêm de vários pontos do país ou da Europa para espiar espécies de aves emblemáticas como a garça-vermelha ou a água-sapeira. Esta elevada procura acabou por levar os responsáveis pelo projecto Bioria, em conjunto com o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, a apostar num grande evento anual dedicado à observação de aves, atraindo especialistas nacionais e internacionais. A Observaria, assim se chama a feira de birdwatching do Bioria, cumpre este ano a sua segunda edição e acontece já este fim-de-semana.

Durante os dias de sábado e domingo, são muitas as actividades dirigidas a profissionais e à população em geral. O programa contempla 11 palestras, 20 workshops e actividades de campo, com a presença de especialistas de renome mundial – como é o caso de Tim Appleton, organizador da British Bird Fair, a mais importante feira de observação de aves do Reino Unido e do mundo –, três exposições e várias actividades de desporto e lazer. Depois da edição de 2014 ter atraído um total de 3.000 visitantes, este ano a organização espera ultrapassar largamente esse número. “Estamos a registar uma maior procura por parte do público às actividades que estão sujeitas a inscrição”, evidencia Norberto Monteiro, coordenador do projecto Bioria, em declarações ao Público. Segundo faz ainda questão de sublinhar, “todas as actividades são gratuitas, mas, à excepção das palestras e da exposição, estão sujeitas a inscrição prévia”.

Palestras e arte urbana
Um dos destaques da Observaria 2015 vai para a palestra “Baixo Vouga Lagunar – Laboratório vivo de investigação científica”, marcada para o primeiro dia do evento (14h30 ) e na qual serão divulgados os principais resultados de estudos científicos desenvolvidos pela Unidade de Vida Selvagem da Universidade de Aveiro.

Prometida está também a exibição de uma instalação urbana, criada pelo artista Artur Silva, mais conhecido como Bordalo II. Com recurso a desperdícios e lixo, o artista, de 27 anos, irá moldar as formas de um animal, numa obra que, segundo anunciou a organização, estará em execução ao longo dos dois dias da Observaria 2015.

A feira irá dividir-se entre os espaços do Parque Municipal do Antuã, os percursos naturais do Bioria e o Multiusos de Estarreja, num programa que ficará ainda marcado pela apresentação de uma nova aplicação móvel que vai guiar o visitante pelos percursos pedestres e cicláveis de Estarreja. Trata-se da app “Trekking BioRia”, que recria os oito percursos do BioRia - ao longo dos seus 50 quilómetros -, com georreferenciação, e fornece ao visitante informação adicional e complementar à que se encontra nos placards informativos instalados no terreno.