Suíça é o primeiro país a emitir dívida a 10 anos a taxas negativas

Emissão de 232,5 milhões de francos suíços encontrou investidores interessados em emprestar dinheiro à Suíça e ainda pagar por isso.

Franco suíço tem estado sobre pressão para se apreciar face ao euro
Foto
Franco suíço tem estado sobre pressão para se apreciar face ao euro REUTERS/Kacper Pempe

A Suíça tornou-se esta quarta-feira no primeiro país a realizar uma emissão de dívida a 10 anos com taxas de juro negativas.

De acordo com os dados revelados pelo Tesouro Suíço, foram colocados 232,5 milhões de francos suíços de dívida (cerca de 215 milhões de euros), com maturidade em Julho de 2025 e que irão pagar um juro de -0,055%. Isto significa que os investidores que decidiram emprestar dinheiro à Suíça ao comprar estes títulos, em vez de receberem juros, terão de pagá-los.

São vários os países que têm nos últimos meses realizar emissões de dívida a taxas de juro negativas. A Alemanha já o fez com títulos até cinco anos e a Espanha também conseguiu esta semana, numa emissão a um ano, fazer o mesmo.

No entanto, de acordo com vários analistas do mercado, em emissões a 10 anos (que são uma das principais referências no mercado), tal ainda não tinha acontecido. Até à emissão desta quarta-feira da Suíça.

A questão volta mais do que nunca a colocar-se: o que leva os investidores a emprestarem dinheiro, mesmo tendo que pagar por isso? O problema que muitos investidores enfrentam neste momento é a impossibilidade de encontrarem outras alternativas para guardarem o seu dinheiro com taxas mais altas e o mesmo nível de risco quase nulo.

Os países com rating AAA como a Suíça registam todos taxas de juro muito baixas e a diferença em relação a outros países com rating mais elevado não é assim tão significativa. As taxas de juro de Portugal a 10 anos estão na casa dos 1,3%, apesar de o país manter um rating lixo nas três principais agências internacionais.

Depois, para um banco, guardar o seu dinheiro no banco central está longe de ser mais rentável. Na Suíça, as taxas de juro de depósitos do banco central também estão abaixo de zero. Por isso, para encontrar mais rendimento, um investidor tem necessariamente de arriscar mais.

Além disso, apesar das taxas de juro negativas, um investidor pode ainda esperar ganhar algum dinheiro com a compra dos títulos suíços. Para isso é preciso que esteja apostar, por exemplo, numa apreciação do franco suíço ou numa subida do valor dos títulos de dívida (isto é que no mercado as taxas de juro implícitas desçam ainda mais).