Orais do teste de Cambridge adiadas por uma semana

Alunos do 9º ano começam o Preliminary English Test a 13 de Abril. Novo prazo dá mais tempo aos professores classificadores para poderem terminar o processo de reconhecimento de competências.

A prova escrita mantém-se inalterada, estando agendada para 6 de Maio.
Foto
A prova escrita mantém-se inalterada, estando agendada para 6 de Maio. Adriano Miranda

A parte oral do Preliminary English Test for Schools (PET), que este ano é introduzido pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC), vai começar uma semana mais tarde do que estava previsto.

Os primeiros alunos a responderem às questões desenvolvidas pela Universidade de Cambridge deviam apresentar-se nas escolas na próxima terça-feira, mas a tutela decidiu adiar o prazo, dando assim mais tempo aos professores de inglês para terminarem o processo de reconhecimento de competências associado a este teste.

A decisão, tomada esta semana pela tutela, faz com que as datas possíveis para a marcação da componente oral do PET passem a estender-se entre 13 de Abril e 22 de Maio. Já a prova escrita mantém-se inalterada, estando agendada para 6 de Maio.

O adiamento dá mais tempo para as acções de formação dos professores classificadores, que decorrem durante a próxima semana – e não na semana de férias de Páscoa, como chegou a estar previsto. Ao mesmo tempo, os professores que quiserem passar por um teste de certificação do inglês, também elaborado pela Universidade de Cambridge, têm mais tempo para finalizar os seus programas.

O PET será feito, pela primeira vez, nas escolas nacionais, e toma o lugar do teste Key for Schools, realizado no ano passado, e também desenvolvido pela Cambridge English Language Assessment, uma organização sem fins lucrativos pertencente à Universidade de Cambridge. A prova deste ano tem um nível mais elevado, permitindo uma certificação internacional do nível de inglês dos alunos.

O teste é obrigatório para todos os alunos inscritos no 9º ano e também pode ser feito por alunos que estejam a frequentar os 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e o ensino secundário, com idades compreendidas entre os 11 e os 18 anos. Para quem pretender obter um certificado, as inscrições arrancam esta terça-feira e obrigam ao pagamento de 25 euros.

Os resultados do primeiro teste aplicado pelo MEC e, concebido e certificado pela Universidade de Cambridge, e feito por mais de 120 mil alunos ficaram aquém do esperado – segundo os dados fornecidos em Julho pelo Instituto de Avaliação Educativa (Iave), 47,2% dos alunos do 9.º ano ficaram "abaixo do nível de referência” para o “Key for Schools”. Mas isso não impediu que, no mesmo dia em que aqueles foram divulgados, o MEC e o Iave anunciassem a intenção de este ano aplicar o teste PET − Preliminary English Test for Schools, ou seja, o nível seguinte.