Cem ligações de comboio canceladas, mas 80% dos alfas realizados

Foto
Esta sexta-feira realizaram-se nas ligações urbanas do Porto 24 das 26 viagens programadas. Fernando Veludo/NFactos

Uma centena das 126 ligações de comboios previstas para esta sexta-feira até às 08h foram canceladas, mas a greve dos trabalhadores da CP - Comboios de Portugal não impediu a realização de quatro dos cinco alfas-pendulares de longo curso previstos até às 10h. A informação foi transmitida ao PÚBLICO pela porta-voz da empresa, Ana Portela, que avança que nesta sexta-feira foram realizados 20% dos trajectos previstos, uma taxa que é quase o dobro da registada na quinta-feira.

Até às 8h realizaram-se 26 ligações ferroviárias, incluindo quatro alfas-pendulares e três intercidades (metade dos que estavam previstos). “As ligações mais afectadas continuam a ser as urbanas e as regionais”, explica Ana Portela. Mesmo assim, o panorama é melhor que o de ontem. Das 51 ligações urbanas previstas na área de Lisboa realizaram-se sete, um número bastante inferior às 24 efectuadas no Porto, num universo de 26 programadas.

Esta sexta-feira é o segundo dia do protesto que integra duas greves de dois dias cada. Uma foi convocada pelo Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial Itinerante para 2 e 6 de Abril, e pretende o cumprimento da decisão dos tribunais relativa ao pagamento dos complementos nos subsídios de férias e Natal desde 1996. A outra foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário, para 3 e 5 de Abril. Este sindicato protesta contra cortes nos salários e reclama a abertura da negociação do acordo de empresa, a contratação de novos funcionários e a reposição do direito ao transporte gratuito para os trabalhadores da empresa.

O primeiro sindicato, porém, apelou aos trabalhadores para aderirem à outra greve convocada e os protestos deverão acabar por afectar as ligações de sábado, bem como a terça-feira, dia 7.

Na quinta-feira, o primeiro dia de greve dos revisores da CP, nove em cada dez viagens não se realizaram: das 1.407 viagens programadas, foram feitas 165 (11,7%), precisou Ana Portela. Para esta sexta-feira, feriado e Dia Santo, estão previstas menos ligações (833).

As perturbações na circulação foram agravadas pela decisão do tribunal arbitral que não fixou serviços mínimos.