Em São João da Madeira, há poesia nas mesas, aventais, fábricas e sacos de pão

Os rostos estilizados dos poetas em destaque na edição deste ano e alguns dos seus versos estão estampados em diversos materiais.

Foto
Paulo Ricca

Manuel Bandeira, José Régio, Álvaro de Magalhães, Ana Marques Gastão, Inês Fonseca Santos e Mário Cláudio são os seis poetas que a Campanha Poesia à Mesa de São João da Madeira anda a homenagear em vários locais da cidade e em diferentes suportes promocionais, desde a última sexta-feira, dia 13.

Os últimos quatro poetas referidos estarão em carne e osso na peregrinação poética marcada para a noite de sexta-feira e que andará pela zona pedonal a partir das 21h30. O actor Joaquim Nicolau acompanhará os poetas e recitará algumas das suas palavras ao longo do serão que contará com animação de rua. O declamador José Fanha participará neste momento coordenado pelo actor Pedro Lamares.

A poesia está novamente à solta em São João da Madeira que faz questão de lembrar a importância das palavras que rimam ou nem por isso. E, como vem sendo hábito, os rostos estilizados dos poetas em destaque na edição deste ano e alguns dos seus versos estão estampados em toalhetes de mesa, sacos de pão, bases de copos e de chávenas, aventais e lápis. A poesia está literalmente à mesa e também se passeia por fábricas, restaurantes, bares, escolas, espaços culturais. Por estes dias, São João da Madeira transpira poesia por todos os poros. 

No sábado, Dia Mundial da Poesia, o actor António Capelo e a harpista Ana Isabel Dias partilham o palco dos Paços da Cultura num serão poético que promete aquecer almas. De manhã, a partir das 11h30, na biblioteca municipal, escuta-se O Limpa-Palavras e Outros Poemas de Álvaro de Magalhães, seguindo-se uma oficina de escrita criativa de seu nome Trocadilho Poético. Na quinta-feira, Mário Claúdio está à conversa na biblioteca a partir das 21h30, sítio que nesse dia recebe a exposição Poesia de Encantar composta por trabalhos feitos pelos alunos são-joanenses, no âmbito do projecto educativo municipal. Esta terça-feira, a Companhia de Teatro de Braga apresenta o espectáculo Em Pessoa na Casa da Criatividade às 14h30 e na quarta há tertúlia caseira dos poetas são-joanenses na biblioteca às 18h00.

Nesta campanha especial, a poesia também entra em fábricas e restaurantes. Esta terça-feira, pelas 16h45, há declamação de poemas na empresa de feltros para chapéus Fepsa, na quarta os poemas são recitados na empresa de passamanaria e etiquetas Heliotextil às cinco da tarde e na quinta na empresa de calçado Helsar pelas 15h45. Durante a semana, a poesia está também na corda colocada na Praça Luís Ribeiro, disponível a quem quiser deixar as suas palavras presas por pregadeiras, as escolas têm oficinas com Pedro Lamares, e a biblioteca acolhe a exposição de pintura O Belo Ético de Isabel Lhano.