Resumos da 16.ª jornada: Agronomia-CRAV

Numa partida onde António Duarte cumpriu o jogo 200 pelos “agrónomos”, o CRAV fraquejou nos últimos minutos de cada parte

Dando sequência ao bom momento das últimas jornadas, Agronomia não falhou na recepção ao CRAV, mas o resultado final de 43-3 não é fiel ao que se passou dentro de campo, entre lisboetas e arcuenses. Embora a supremacia dos “agrónomos” tenha sido clara, os minhotos ofereceram boa réplica, mas com um banco demasiado curto, fraquejaram fisicamente nos últimos minutos.

Aproveitando um erro defensivo do CRAV, que não soube tirar a bola da sua área de 22 metros, Agronomia chegou rapidamente à vantagem: aos quatro minutos, Duarte Cortes fez o primeiro ensaio (5-0). Os minhotos, no entanto, não baixaram os braços.

Com mais dificuldades do que estava previsto, Agronomia precisou de mais meia hora para voltar a chegar ao ensaio e apenas nos últimos sete minutos do primeiro tempo, ganhou alguma tranquilidade, com dois toques de meta que colocaram o marcador ao intervalo em 19-0.

Foto

A segunda parte voltou a iniciar-se com equilíbrio, e apenas 16 minutos depois do apito inicial os “agrónomos” chegaram ao quarto ensaio, garantindo o ambicionado ponto de bónus. Um dos momentos do jogo aconteceria pouco depois: aos 61’, Luís Salvado com um drop do meio campo marcou os únicos pontos do CRAV na partida.

Foto

Nos últimos 10 minutos, perante a evidente quebra física do adversário, Agronomia carregou um pouco no acelerador e com três ensaios, fixou o resultado final em 43-3.

Foto

Acompanhe as últimas notícias da Divisão de Honra na página do Facebook da Review Sports.