Terroristas ameaçam fazer atentados em centros comerciais nos EUA e na Europa

Al-Shabab prometem ataques semelhantes ao do Westgate Mall, no Quénia.

Foto
A movimentada Oxford Street é um dos alvos referidos no vídeo Neil Hall/REUTERS

A organização, que se reivindica como o ramo da Al-Qaeda na costa Leste de África, menciona em concreto vários centros comerciais como potenciais alvos, como o Forum des Halles em Paris, o Mall of America no Minnesota, nos EUA, ou Oxford Street, na capital britânica. “A guerra ainda mal começou”, ameaça o porta-voz dos Shabab bo vídeo. “Westgate foi apenas uma gota no oceano.”

A ameaça está a ser levada a sério nos Estados Unidos: “Entrámos numa fase em que estes grupos podem enviar operativos para países estrangeiros, depois de serem treinados noutros sítios”, disse à CNN o responsável pela Segurança Interna, Jeh Johnson. "Vimo-lo no Canadá, vimo-lo na Europa."

Sobre a ameaça concreta ao Mall of America – um dos maiores centros comerciais do mundo que, segundo o seu site, poderia conter sete vezes o estádio de basebol dos Yankees ou 258 estátuas da Liberdade –, Johnson considerou que quem o frequentar “deve ser prudente”. O centro comercial revelou que tomou medidas para reforçar a segurança do complexo.

“Sempre que uma organização terrorista apela à realização de ataques num local específico, temos de levar a sério essa ameaça”.