Torne-se perito

Um século de design gráfico exposto em Londres

Exposição faz parte de uma campanha de angariação de fundos da Kemistry Gallery, que procura novo espaço depois de ter fechado portas em 2014.

<i>Dylan, obra de 1966 de Milton Glaser integra a exposição
Fotogaleria
Dylan, obra de 1966 de Milton Glaser integra a exposição DR
Fotogaleria
Cartaz de Anthony-Burrill DR
Fotogaleria
Cartaz da OSPAAAL DR
Fotogaleria
Sem autor, "Onde está o General" DR
Fotogaleria
Phone, de Jean Jullien DR
Fotogaleria
Cartaz da exposição DR

Uma exposição para celebrar o design gráfico, uma exposição para dar vida a uma galeria que se viu obrigada a fechar portas no final do ano passado. A Kemistry Gallery, em Londres, prepara a exposição 100 Years of Graphic Design. Vai ser numa versão pop-up, uma vez que a galeria procura ainda um espaço definitivo, e abre portas a 6 de Março.

1914-2014. Cem anos passaram. O mundo mudou e a arte também. E se há forma de ver a mudança é através dos cartazes da época. Seja num registo sério – como é que se anunciaram e registaram os acontecimentos importantes? Seja num campo mais lúdico, mais virado para as artes. É isso que a Kemistry Gallery vai mostrar numa exposição que vai ter um tempo muito curto: de 6 a 15 de Março.

São dezenas de cartazes. Uma retrospectiva de alguns dos momentos mais emblemáticos e emocionantes na história do desenho gráfico. Há artistas consagrados como Alan Fletcher, Saul Bass, Milton Glaser, Ken Garland, Lou Dorfsman e gerações mais novas do design gráfico como Jean Jullien, James Joyce, Geoff McFetridge e Parra.

E há ainda espaço para obras anónimas de importantes colecções privadas de imagens clássicas do desenho, incluindo cartazes do cinema polaco da década de 1960 e imagens de propaganda dos radicais latino-americanos OSPAAAL.

Algumas destas imagens já tinham sido expostas nas antigas instalações da Kemistry Gallery, que ficava no bairro londrino de Shoreditch. Agora a mostra vai acontecer nos Protein Studios, não muito longe do antigo espaço. A entrada é gratuita mas a exposição faz parte de uma campanha de angariação de fundos para voltar a pôr de pé a Kemistry Gallery. 

Sugerir correcção