Manuela Ferreira Leite não afasta candidatura a Belém

A antiga presidente do PSD colocou-se entre os possíveis candidatos à Presidência da República.

Foto

Questionada no seu habitual espaço de comentário na TVI24 sobre o facto de o seu nome ter sido lançado na passada semana como uma eventual candidata a Belém nas eleições presidências de Janeiro no próximo ano, a antiga líder social-democrata não disse “sim” nem “não”, mas deixou a porta aberta.

“Estou habituada a ver referências ao meu nome, tanto de forma lisonjeira como de forma muito crítica. Portanto já me habituei a isso. (…) Posso apenas dizer que entra na categoria das lisonjeiras”, começou por afirmar.

O jornalista Paulo Magalhães insistiu perguntando se Manuela Ferreira Leite está a ponderar a candidatura, Ferreira Leite não respondeu ostensivamente: “Eu não ouvi a sua pergunta.”

O jornalista insistiu: “Acho que o seu tempo já terminou”, acrescentou sorrindo.

Ficou uma garantia, se avançar fará o anúncio na TVI salientando que, “por enquanto, as respostas” é ela que as gere.

Pedro Adão e Silva, militante e antigo dirigente do PS, propôs na passada semana antiga ministra das finanças do PSD como o nome certo para a corrida presidencial.

Adão e Silva lançou o nome de Manuela Ferreira Leite na TSF como potencial candidata à Presidência da República, argumentando que o próximo ciclo político, os próximos anos, “vão exigir uma enorme cultura de compromisso”, e que com o PS no governo “não há vantagem nenhuma em ter em Belém o mesmo espaço político que está representado em S. Bento”