Leiria aprova traçado mais seguro para peregrinos que se deslocam a Fátima a pé

Caminho evita as vias de maior tráfego e vai ser reabilitado para melhorar condições para os peregrinos.

A Câmara de Leiria vai melhorar os passeios e pontos de apoio aos peregrinos
Foto
Há já muitos peregrinos na estrada que se dirigem ao santuário para o 13 de Maio Nelson Garrido

A Câmara de Leiria aprovou esta terça-feira, por unanimidade, o traçado no concelho que pretende ligar a Sé do Porto ao Santuário de Fátima e dar maior segurança aos peregrinos que se deslocam a pé para Fátima.

"O traçado no nosso território de Leiria, de 25 quilómetros, tem início na localidade de Barracão, na União de Freguesias Colmeias e Memória, continua pela Caranguejeira, culminando em Santa Catarina da Serra, no limite sul do concelho", explicou à agência Lusa o vereador com o pelouro das obras municipais, Lino Pereira.

Segundo Lino Pereira, este caminho de Fátima "visa dar melhores condições de segurança aos peregrinos, evitando que em grande parte do trajeto utilizem vias de acentuado tráfego rodoviário". "O traçado teve a concordância das juntas de freguesia e a câmara concluiu que este é o melhor para quem faz o caminho a pé para Fátima", declarou o autarca, adiantando que o projecto contempla a instalação de passeios ou sinalética, mas também o aproveitamento de infraestruturas de apoio, como bombeiros ou parques de merenda.

O vereador esclareceu que "este é o primeiro passo de um projeto global", que espera ser "possível candidatar a este novo quadro comunitário de apoio". "No caso do concelho de Leiria, há vários troços que vão necessitar de intervenção significativa do ponto de vista financeiro, pelo que esperamos que haja comparticipação", observou Lino Pereira, acreditando que "se o percurso for atractivo, tiver segurança e pontos de apoio, no futuro este será o escolhido pelos peregrinos que se deslocam a pé para Fátima".

O responsável acrescentou que o objetivo é que a intervenção no percurso esteja concluída por ocasião do centenário dos acontecimentos de Fátima, em 2017.

Na deliberação camarária lê-se que o convite ao município partiu do movimento da sociedade civil Caminhos de Fátima, que pretende candidatar a fundos comunitários o projeto de requalificação do itinerário para os peregrinos, com início na Sé do Porto até ao Santuário de Fátima. "A requalificação incide no reforço da segurança dos peregrinos (peões) e que o futuro traçado ofereça condições de atractividade à sua utilização noutras épocas do ano e noutros contextos", refere o documento.