Morreu Fernando Fonseca, ex-baterista dos Sitiados

Membro da banda desde a fundação, sairia após a edição do segundo álbum, E Agora, em 1993. Morreu aos 48 anos, vítima de um linfoma.

O músico, membro dos Sitiados durante o período de maior sucesso da banda, integrava actualmente os SetePontoQuatro
Foto
O músico, membro dos Sitiados durante o período de maior sucesso da banda, integrava actualmente os SetePontoQuatro SetePontoQuatro

O músico Fernando Fonseca, de 48 anos, ex-baterista da banda Sitiados, morreu na segunda-feira passada, em Carcavelos, no concelho de Cascais, foi divulgado quinta-feira. A acordeonista Sandra Baptista, também ex-Sitiados, hoje n'A Naifa, disse à agência Lusa que o baterista faleceu na segunda-feira, vítima de um linfoma, em Carcavelos, e que a cerimónia fúnebre realizou-se na terça-feira, naquela localidade.

Fernando Fonseca foi baterista e fundador, em 1987, dos Sitiados, com Sandra Baptista, José Resende (guitarra) e João Aguardela (voz), músico falecido há cinco anos. O baterista gravou o primeiro álbum homónimo da banda, que atingiu o disco de platina, com vendas superiores a 50 mil exemplares, e onde encontrávamos clássicos da banda como Vida de marinheiro ou Cabana do Pai Tomás. Anteriormente, tinha gravado com a banda a canção A noite, incluída na compilação Registos e que seria depois popularizada pelos Resistência.

A bateria de Fernando Fonseca foi ainda gravada em 1993 para o álbum E Agora?!, o segundo dos Sitiados, dos quais sairia por motivos pessoais, como afirmou na época à comunicação social.

O músico fez ainda parte dos HuaHine, projecto cujo single foi lançado na revista Super Jovem, em 1995. Entre propostas e projectos musicais, recusou um convite para fazer parte dos Rádio Macau e, mais tarde, fez parte dos Matarruanos, criando posteriormente um projecto a solo, com temas de intervenção, intitulado ManguitoSetePontoQuatro foi a última banda em que Fernando Fonseca tocou e gravou. Pisou pela última vez um palco em 2013.