Marine Le Pen entra na campanha grega apoiando o Syriza

O líder do partido, Alexis Tsipras, rejeitou o apoio.

Marine Le Pen, a líder do partido francês de extrema-direita Frente Nacional, deu um apoio inusitado ao partido de esquerda grego que é favorito para vencer as eleições de domingo.

Na Grécia, as reacções não tardaram. Um membro do partido Nova Democracia, do primeiro-ministro, Antonis Samaras, publicou no Twitter uma fotografia da política de extrema-direita dizendo “Je suis Syriza”, e um porta-voz declarou que “Tsipras encontrou em Le Pen a sua única aliada na Europa”.

Marine justificou esta posição em declarações ao diário francês Le Monde, dizendo que uma vitória do Syriza irá “fortalecer os eurocépticos”, mesmo fazendo notar que não está de acordo com o programa do principal partido da oposição da Grécia em questões como a imigração. Mas a presidente da Frente Nacional garante que ficará contente, se o Syriza vencer.

O líder do Syriza, Alexis Tsipras, reagiu no Twitter em inglês e em francês, rejeitando o apoio e posicionando-se contra a força da francesa: "A subida do Syriza juntamente com outras forças progressistas na Europa vai fortalecer a democracia contra a extrema-direita que Marine Le Pen representa."