Juíza Albertina Pedroso é a nova responsável pelo instituto que gere o Citius

Magistrada pertence ao grupo de acompanhamento da reorganização judiciária e estava até aqui no Conselho Superior da Magistratura.

Foto
O instituto responsável pelo Citius funciona no Campus da Justiça, em Lisboa Vitor Cid

É mais um juiz nos cargos dirigentes do Ministério da Justiça. Albertina Pedroso, de 50 anos, substitui o antropólogo Rui Pereira à frente do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, organismo responsável pela plataforma informática dos tribunais de primeira instância.

A magistrada pertence ao grupo de acompanhamento da reorganização judiciária, exercendo, desde o Verão de 2013, funções de chefe de gabinete de apoio do Conselho Superior da Magistratura.

Para o cargo de vogal do mesmo instituto, posição até aqui ocupada por Carlos Brito, que tal como Rui Pereira foi exonerado pela tutela, irá um funcionário judicial que foi, até há um ano, vice-director-geral da administração da justiça, Joaquim Melo.

Tal como Albertina Pedroso, faz parte do grupo de acompanhamento do mapa judiciário, tendo ainda coordenado o núcleo de desenvolvimento de sistemas informáticos para os tribunais. Contactado pelo PÚBLICO, o funcionário judicial recusou-se a prestar declarações.