Fotogaleria
Fotogaleria
DR

GO Box, a embalagem reutilizável que combate o desperdício

Paul Liotsakis quer levar a GO Box para São Francisco, nos Estados Unidos, e assim reduzir o número de lixo no país. Há um "crowdfunding" a decorrer

Pedir comida para casa ou ir a restaurantes "take away" buscar a refeição é um hábito muito comum nos Estados Unidos. Foi com essa realidade como pano de fundo que a "start-up" GO Box SF, em Portland, criou o seu modelo de negócio: uma embalagem reutilizável e duradoura, resistente a micro-ondas e a máquinas e lavar louça, que pode ser reciclada no fim de vida, o que acontece depois de 500 utilizações.

Foi quando conheceu a "start-up" GO Box SF, com sede em Portland, que o clique surgiu para Paul Liotsakis: "Durante anos, fez-me confusão a ideia de ver caixotes de lixo a transbordar de embalagens de comida. Trabalhei para uma empresa não governamental ambiental e era como um estalo na cara cada vez que descia do meu almoço e via aquele cenário." Natural de São Francisco, Paul logo decidiu que havia de tentar vingar a ideia na sua região.

"A GO Box é o primeiro sistema de contentores reutilizáveis disponível para o público, que faz com que seja mais fácil evitar os materiais descartáveis de utilização diária", lê-se na página do "crowdfunding" que Paul e a sua equipa organizaram para conseguir levar a ideia avante.

PÚBLICO -
Foto

O sistema funciona assim: os restaurantes que aderirem à ideia terão uma pilha de embalagens GO Box limpas, disponíveis para quem se inscrever no programa. Depois de os clientes comerem, em casa ou no trabalho, eles podem colocar a caixa novamente no contentor. A empresa fica responsável por reunir as caixas, lavá-las numa cozinha industrial e devolvê-las aos restaurantes.

Em São Francisco — estimam os criadores desta campanha de "crowdfunding" que quer juntar 15 mil dólares (cerca de 12700 euros) até ao dia 17 de Janeiro —, "48% do lixo provem de embalagens de alimentação". "O serviço GO Box visa reduzir os resíduos na fonte, que é a melhor e mais sustentável solução para o nosso problema de lixo. A reutilização economiza energia, evita a poluição, combate as alterações climáticas e retira a pressão dos aterros, já a transbordar. Precisamos de combater a cultura do deitar fora e entrar num novo paradigma de reutilização."

Os utilizadores do serviço em Portland têm direito a uma espécie de cartão-membro. Se o "crowdfunding" tiver sucesso, Paul Liotsakis quer criar uma aplicação que torne a utilização do serviço ainda mais fácil.