Torne-se perito

Regina Pessoa desenhou cartaz do festival de Annecy 2015

A realizadora de Kali, o Pequeno Vampiro ficou "muito feliz" com o convite do festival que lhe deu o Grande Prémio em 2006.

Foto
RUI FARINHA

Só vamos poder vê-lo em Março, quando a direcção do festival o divulgar em conjunto com a selecção oficial de filmes e com a composição do júri, mas já se sabe que o cartaz da 55.ª edição do Festival de Cinema de Animação de Annecy foi desenhado por Regina Pessoa. A realizadora de A Noite (1999), História Trágica com Final Feliz (2005; Grande Prémio no festival francês no ano seguinte) e Kali, o Pequeno Vampiro (2013) foi convidada pela direcção do festival, em Setembro passado, a apresentar três propostas de cartaz, que abordassem esta cidade na margem dos Alpes e a arte da animação em geral, mas também a mulher e a Espanha, que estarão em foco no certame.

“Fiquei muito feliz com este convite, de um festival que me tem tratado sempre muito bem”, diz Regina Pessoa ao Ípsilon, lembrando que frequenta o Festival de Annecy desde há mais de duas décadas, quando era ainda estudante e não imaginava que, como realizadora, se tornaria numa das presenças obrigatórias na selecção oficial sempre que conclui um filme. E lembra que a realização de História Trágica com Final Feliz, que lhe valeria o principal prémio em 2006, só foi possível porque o mesmo festival distinguiu e apoiou o projecto de desenvolvimento do filme.

Para o cartaz de 2015, Regina Pessoa apresentou três propostas naturalmente centradas no seu universo e no seu traço muito pessoais. A direcção do festival, presidida por Marcel Jean, acabou por escolher a proposta que a animadora imaginou como “a mais universal e de maior impacto visual”, perante outra, mais intimista, e uma terceira “mais lúdica e mais grande-público”. “Mas a direcção disse-me que a escolha foi difícil, porque tinham gostado das três”, acrescenta a autora.

A decorrer de 15 a 20 de Junho, este que é o mais importante festival de cinema de animação na Europa e o espaço privilegiado para afirmação do cinema de autor vai ter uma edição especialmente dedicada às mulheres realizadoras – de resto, o júri internacional será exclusivamente constituído por mulheres – e a Espanha como país-tema. A apresentação oficial dos nomes (e do cartaz) está anunciada para Março, e o programa geral para Maio.

Sugerir correcção