Aplicação ajuda a bisbilhotar (ainda mais) no Facebook

Picturebook revela fotografias que utilizadores esconderam nos seus perfis.

Modelo de negócio do facebook gera dúvidas
Foto
As empresas não devem pedir acesso ao que um trabalhador partilhou no Facebook Thomas Hodel/Reuters

Quando somos identificados numa fotografia partilhada no Facebook e, por algum motivo, a “escondemos” do nosso perfil pessoal, a imagem continua disponível nas páginas de quem a publicou e de outros utilizadores identificados, e continua a poder ser encontrada através da pesquisa. O único local onde não se encontra acessível é no perfil de quem a “escondeu”. Agora, devido ao Picturebook, até essa réstia de privacidade se desvaneceu.

O Picturebook é uma extensão do Google Chrome que se apresenta como uma aplicação que permite aos seus utilizadores “ver fotografias escondidas de qualquer pessoa no Facebook”, mesmo de quem não é seu “amigo”. O que não significa que seja capaz de alterar ou contornar definições de privacidade de quem quer seja, mas apenas que mostra fotografias que, embora ocultas em perfis particulares, continuam à partida disponíveis na rede social.

A única forma de aplacar este novo ajudante da bisbilhotice online é mesmo retirar a tag com que somos identificados na fotografia. Abrindo a imagem em causa num novo separador, a funcionalidade encontra-se no fundo da página, à esquerda – “remover identificação”.

Esta acção não resolve inteiramente o problema de quem não quer de todo – por razões pessoais ou profissionais – que uma fotografia sua esteja visível a outros ou que possa circular online. Se o objectivo for esse, a única forma de o alcançar é apagar a fotografia da rede (dependendo da situação, de preferência antes que alguém a copie). Altura em que surge outra dificuldade: só quem a publicou a pode apagar. E essa pessoa pode não aceder de imediato ao pedido.