Porto com hotéis esgotados e à espera de mais de cem mil na passagem de ano

Câmara organiza festa nos Aliados, uma aposta para tornar o Porto num destino turístico para esta época

Os Clã são uma das bandas convidadas para a passagem de ano nos Aliados, no Porto
Foto
Os Clã são uma das bandas convidadas para a passagem de ano nos Aliados, no Porto Paulo Pimenta

A Câmara do Porto pretende tornar a cidade numa referência turística da passagem de ano e, para receber 2015, quer encher os Aliados com música e um espectáculo de fogo-de-artifício que promete surpreender as mais de 100 mil pessoas esperadas.

A lotação dos hotéis do Porto está esgotada para a última noite de 2014 e aquela que é considerada a maior sala ao ar livre da cidade está a preparar-se para acolher uma festa que a câmara assumiu como aposta. "A passagem do ano é uma data que queremos promover como referência turística, numa lógica de distribuição ao longo do ano de eventos referenciais que possam minimizar a sazonalidade", disse à agência Lusa o presidente da Câmara, Rui Moreira.

Para o autarca independente, as experiências feitas nos Aliados quer no São João quer no 31 de Dezembro de 2013 mostraram que a autarquia está "no bom caminho, também quanto à atração de novos públicos"."Por outro lado", salientou, "começa a perceber-se melhor o trabalho do arquiteto Álvaro Siza Vieira, já que eventos desta natureza não seriam possíveis com outra configuração da avenida dos Aliados que é, cada vez mais, a nossa grande sala de visitas".

A partir das 22h30 sobem ao palco dos Aliados os Clã e os Expensive Soul, sendo a música interrompida à hora do já tradicional fogo da meia-noite que irá iluminar e envolver as cerca de 100 mil pessoas esperadas. Esse foi o número conseguido na última festa de São João e que, agora, no limite, pode chegar aos 140 mil, estima fonte autárquica.

Depois das doze badaladas é a vez do DJ Fernando Alvim animar a noite de 'réveillon' que, de acordo com os dados do Turismo da Câmara do Porto está já esgotada nos hotéis da cidade. "Segundo as previsões, até o bom tempo promete ajudar".

Este ano a autarquia irá gastar cerca de 60 mil euros na festa da passagem de ano, um valor que representa um aumento de 20% no investimento face ao último ano mas que será coberto pelos contratos de patrocínio.

Sugerir correcção