Alemanha com inflação de 0,6% em Novembro pelo segundo mês consecutivo

Queda do preço do petróleo entre as razões para a baixa inflação.

A maioria das emissões tem origem no sector da energia
Foto
Queda do preço do petróleo arrasta inflação para níveis preocupantes. PAULO RICCA

A taxa de inflação na Alemanha fixou-se em 0,6% em Novembro, o mesmo valor que já se tinha verificado em Outubro, revelou nesta quinta-feira o departamento federal de estatísticas.

A inflação na maior economia da Europa está ao nível do valor verificado em Fevereiro de 2010, acentuando os receios de deflação na zona euro.

A inflação no conjunto das economias da zona euro desceu em Novembro para 0,3%, segundo a estimativa rápida do Eurostat, um nível que deixa o Banco Central Europeu preocupado, devendo tomar novas medidas de estímulo em Janeiro, como a compra de dívida pública soberana.

O baixo valor da inflação fica a dever-se essencialmente à queda do preço da energia, que no caso da Alemanha foi de 2,5%. Retirando os efeitos da queda do preço da energia, a inflação na Alemanha em Novembro seria estimada em 1%.

Na Alemanha e face a Novembro de 2013, os preços dos alimentos manifestaram um movimento estável depois de, em Outubro, terem aumentado 0,7% em comparação com Outubro de 2013.

A redução dos preços da energia é muito influenciada pelo preço do barril de Brent, que nesta quinta-feira iniciou a cotação novamente em queda, e que está em níveis de 2009.

O contrato para entrega em Janeiro abriu a valer 64,67 dólares, menos 0,66% do que no fecho da sessão anterior.