Birdman à frente nas nomeações para os Globos de Ouro

Sete nomeações para o filme de Alejandro González Iñárritu, que concorre no género Comédia ou Musical. Boyhood, no género Drama, teve cinco nomeações. Na TV, Fargo e True Detective são os mais nomeados.

Foto
Os apresentadores, esta madrugada em Los Angeles

Boyhood, Foxcatcher, The Imitation Game, Selma e The Theory of Everything são os cinco nomeados na categoria Melhor Filme – Drama pela Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood, que atribui os Globos de Ouro.

A lista desta 72.ª edição, 25 nomeações, foi anunciada no Hotel Beverly Hilton, ainda madrugada em Los Angeles, pelos actores Kate Beckinsale, Peter Krause, Paula Patton e Jeremy Piven.

Mas é no género Comédia e Musical - os Globos de Ouro distinguem entre um género e outro, assim como distinguem actores e longas-metragens de cinema das interpretações e dos telefilmes e séries de TV - que se encontra o título com mais nomeações, sete: Birdman. Compete com The Grand Budapest Hotel, Into the Woods, Pride e St Vincent.

Linhas de força, então: Birdman,  com Michael Keaton, é o título mais nomeado, seguido de Boyhood, de Richard Linklater (o filme que tem sido a escolha de várias associações de críticos norte-americanas), e de The Imitation Game, de Morten Tyldum: no género filmes dramáticos, tiveram cinco nomeações cada. As mesmas de The Grand Budapest Hotel, de Wes Anderson - o que está a ser considerado surpreendente, até porque ainda valeu ao cineasta ser nomeado como realizador e argumentista.

Para Melhor Realizador, então: juntam-se Wes Anderson (Grand Budapest Hotel), Ava Duvernay (Selma), David Fincher (Gone Girl), Alejandro González Iñárritu (Birdman) e Richard Linklater (Boyhood).

No género Drama, Jennifer Aniston (Cake), Felicity Jones (The Theory of Everything), Julianne Moore (Alice), Rosamund Pike (Gone Girl) e Reese Witherspoon (Wild) são as actrizes nomeadas na categoria principal; Steve Carell (Foxcatcher), Jake Gyllenhaal (Night Crawler), David Oyelowo (Selma), Eddie Redmaune (The Theory of Everything) são os intérpretes masculinos considerados. Está a ser reparado que dois intérpretes normalmente associados a filmes "ligeiros", Anniston e Carell, distinguem-se aqui em interpretações dramáticas - ela na personagem de uma sobrevivente de um acidente de automóvel fascinada por uma mulher que se suicidou, ele na personagem, real, de John du Pont, milionário, filantropista, ornitólogo e condenado pelo assassinato de Dave Schultz, campeão Olímpico de Luta Livre.

No género Comédia e Musical, as Actrizes nomeadas são Amy Adams (Big Eyes, o novo de Tim Burton), Emily Blunt (Into the Woods), Helen Mirren (The Hundred-Foot Journey), Julianne Moore (Mapa para as estrelas, de Cronenberg, filme que já valera um prémio de interpretação à actriz em Cannes - desde hoje nas salas portuguesas) e Quvenzhané Wallis (Annie); os actores são Ralph Fiennes (The Grand Budapest Hotel), Michael Keaton (Birdman), Bill Murray (St. Vincent), Joaquin Phoenix (Inherent Vice, o filme de Paul Thomas Anderson que adapta Thomas Pynchon) e Christoph Waltz (Big Eyes).

Em papéis secundários: Patricia Arquette (Boyhood), Jessica Chastain (A Most Violent Year), Keira Knightley (The Imitation Game), Emma Stone (Birdman), Meryl Streep (Into the Woods); Robert Duvall (The Judge), Ethan Hawke (Boyhood), Edward Norton (Birdman), Mark Ruffalo (Foxcatcher), J.K. Simmons (Whiplash).

Para ver a lista completa das nomeações veja aqui.

Televisão, o ano das minisséries
Na televisão, a Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood revelou várias nomeações esperadas e algumas ausências surpresa. E as mais nomeadas pertencem à categoria de minisérie ou telefilme. Lá está True Detective com quatro nomeações (Woody Harrelson e Matthew McConaughey na corrida do melhor actor, a série também candidata ao Globo de melhor minissérie ou telefilme e Michelle Monaghan na liça para melho actriz secundária) e a mais nomeada de todas as séries é Fargo, com cinco entradas candidatas ao Globo de melhor minissérie ou telefilme – Allison Tolman para melhor actriz, Martin Freeman e Billy Bob Thornton para melhor actor e Colin Hanks para melhor actor secundário.

O facto de se ter “libertado” uma entrada na corrida a melhor série dramática permitiu que Guerra dos Tronos voltasse a estar entre as candidatas ao prémio, em que concorrem, além da série-fenómeno da HBO, The Affair, Downton Abbey, The Good Wife e House of Cards. Uma das grandes ausentes é Mad Men, que não mereceu qualquer nomeação nesta edição – é o segundo ano em que a série criada por Matthew Weiner passa sem qualquer nomeação.

Assim, a despedida de Mad Men, que entrou na sua derradeira e sétima temporada em Abril – e cuja segunda tranche de episódios é transmitida na próxima Primavera –, não será tão festiva quanto a de Breaking Bad nos Globos de Ouro. Se no ano passado a série criada por Vince Gilligan sobre um professor de Química de liceu tornado traficante de crystal meth foi celebrada com três nomeações e dois prémios (melhor série dramática, melhor actor em série dramática para Bryan Cranston e Aaron Paul a ficar-se pela nomeação para melhor actor secundário em série dramática), a Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood ignorou a série sobre o publicitário Don Draper e uma década (a de 1960) de mudança nos EUA.

Na comédia concorrem Girls, Jane the Virgin (a primeira nomeação de sempre para o canal de cabo CW), Orange is the New Black, Silicon Valley e Transparent (a série produzida pela Amazon). As actrizes e actores nomeados nesta categoria são Lena Dunham (Girls), Edie Falco (Nurse Jackie), Gina Rodriguez (Jane the Virgin), Julia Louis Dreyfuss (Veep) e Taylor Schilling (Orange Is the New Black); Don Cheadle (House of Lies), Ricky Gervais (Derek), Jeffrey Tambor (Transparent), Louis CK (Louie) e William H. Macy (Shameless).

Notam-se ausências de séries populares ou de boa recepção crítica como Scandal ou Masters of Sex, mas na comédia é que estão algumas das faltas mais notadas, seja no elenco seja na competição por melhor série – Uma Família Muito Moderna e A Teoria do Big Bang, séries queridas dos mais variados prémios nos últimos anos, ficaram totalmente em branco para a cerimónia do próximo dia 11 de Janeiro.

No drama, estão nomeadas Claire Danes (Segurança Nacional), Viola Davis (How to Get Away with Murder), Julianna Margulies (The Good Wife), Ruth Wilson (The Affair) e Robin Wright (House of Cards); os actores candidatos são Clive Owen (The Knick), Liev Schreiber (Ray Donovan), Kevin Spacey (House of Cards), James Spader (The Black List), Dominic West (The Affair).

Veja a lista completa de nomeados de Televisão aqui.