Foto

O Vodafone Mexefest de Manuela Azevedo (Clã)

Antes do concerto no dia 28 de Novembro no Cinema São Jorge, a vocalista dos Clã sugere cinco concertos a não perder no festival (e desvenda algumas surpresas do seu)

Já lá vão mais de 20 anos de carreira. Quem diria! Os Clã regressaram este ano com um novo álbum, "Corrente", editado na Primavera. E, como sempre, os Clã não querem estar sozinhos no seu elegante universo pop — a Manuela Azevedo, Hélder Gonçalves, Miguel Ferreira, Biscaia, Pedro Rito e Fernando Gonçalves juntaram-se as palavras e as histórias de Carlos Tê, Sérgio Godinho, Arnaldo Antunes, Regina Guimarães, John Ulhoa e, pela primeira vez, Nuno Prata (letrista de "A Ver Se Sim") e Samuel Úria ("Zeitgeist" e "Canção de Água Doce") , "almas antigas", como descreveu em Março, em entrevista ao PÚBLICO, a vocalista Manuela Azevedo. Para o Vodafone Mexefest, os Clã também vão acompanhados, como conta Manuela num texto enviado ao P3. Capicua e Samuel Úria partilham o palco com eles e esperam-se mais surpresas. "Para já, fica o suspense...", avisa a vocalista.
Estas são as suas sugestões para o festival:

No dia 28, estaremos bastante ocupados com os preparativos para o nosso concerto com convidados, a apresentar na nossa estreia no Vodafone Mexefest. (O espectáculo será na Sala Manoel de Oliveira, no Cinema São Jorge, pelas 23h10. Será também a primeira vez que os Clã tocam nesse palco!) No entanto, e confiando que tudo vai correr sem complicações, vou tentar aproveitar o que o festival oferece.

Capicua


(Cinema São Jorge - Sala Manoel Oliveira, 21h)

Aproveitando que temos a Capicua a partilhar o palco connosco, não vou perder a ocasião para ouvir e ver o que esta talentosa MC do Porto tem para dizer.

Tune-Yards

(Coliseu dos Recreios, 22h)

Já a vi em Paredes de Coura, por isso a vontade de a rever é muita!! Voz extraordinária, música irresistível, vou correr até ao Coliseu para espreitar este concerto imperdível.

St. Vincent

(Coliseu dos Recreios, 00h15)

Com certeza, não poderei ver o concerto desde o início (o nosso espectáculo termina minutos depois deste começar...). Mas como será um concerto longo (termina só às 01h45), julgo que terei ainda tempo para apreciar a música e performance de St. Vincent. Nunca a vi ao vivo e estou muito curiosa!

No dia 29, os Clã terão que partir de Lisboa ao fim da manhã, pois temos concerto nessa noite, na Casa de Artes, em Vila Nova de Famalicão. Se pudéssemos ficar, poderia espreitar:

Duquesa

(Cinema São Jorge - Sala Manoel Oliveira, 21h30)

Vi, há uns tempos, uma entrevista muito interessante do Nuno Rodrigues, a falar sobre este seu projecto a solo e gostei do que ouvi... Seria interessante ouvir a Duquesa ao vivo.

Sharon Van Etten

(Coliseu dos Recreios, 21h30)

Ouvi, recentemente, o trabalho desta artista e gostava de a ver ao vivo para ficar a conhecer melhor a sua música.

Mas, na verdade, o que gostaria mesmo de fazer se tivesse o dia 29 livre seria passear-me pelo festival, sem me preocupar em escolher concertos! Visitar as inúmeras salas que vão acolher espectáculos, nesses dois dias, e esperar pelas surpresas e descobertas que acontecem nestes festivais que enchem uma cidade de música.