Transdev cria shuttle entre o centro do Porto e o Aeroporto

Carreira foi licenciada pelo Instituto de Mobilidade e Transportes, sem conhecimento da autoridade metropolitana do sector.

Autocarro vai fazer a ligação entre a Batalha, no POrto e o aeroporto em 25 minutos
Foto
Autocarro vai fazer a ligação entre a Batalha, no Porto e o aeroporto em 25 minutos Paulo Ricca

A transportadora Transdev iniciou uma nova carreira de autocarros que ligará directamente a garagem Atlântico, na zona da Batalha, no centro do Porto, ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, e vice-versa. A empresa pretende atrair para este serviço, prestado com recurso a um mini-bus, os clientes da rede de expressos que chegam de vários pontos do país àquela garagem, oferecendo-lhes, por 2,5 euros, uma ligação directa a Pedras Rubras e vice-versa.

Rui Pereira, responsável pelo Marketing e Comunicação da Transdev, explicou ao PÚBLICO que a multinacional há algum tempo identificara o potencial deste serviço, que só agora passou a ser prestado pela demora no seu licenciamento, como carreira interurbana, pelo Instituto da Mobilidade e Transportes.

Contactado pelo PÚBLICO, o presidente da Autoridade Metropolitana de Transportes, Joaquim Cavalheiro, mostrou-se surpreendido com o anúncio desta nova linha que, argumentou, realizando-se no território metropolitano teria de ser licenciada pelo organismo que dirige.

Colocando-se à margem desta polémica, Rui Pereira garante que a empresa tem a linha licenciada. No Porto já existem ligações ao areroporto por metro (linha B e Linha E) e em autocarros da STCP, com preço inferior ao proposto pela Transdev, mas nenhum é prestado em regime de shuttle. Durante anos a operadora pública explorou um serviço deste género, o Aerobus, que por quatro euros fazia o trajecto entre a aerogare e os principais hóteis da cidade, mas desactivou essa linha após a entrada em funcionamento do metro.

Passados oito anos, as condições de mercado mudaram. O turismo no Porto tem tido crescimentos espectaculares, em linha com o aumento de tráfego de passageiros do aeroporto Sá Carneiro, que ultrapassou, já, as melhores expectativas do plano de expansão desta infra-estrutura aeroportuária. E a Transdev identificou uma área em que, considera Rui Pereira, a oferta existente não é mais confortável para quem viaja de outros pontos do país em autocarro para o Porto, a caminho de um destino internacional, ou vice-versa.

“A estação de metro mais próxima é a do Bolhão, que não é assim tão perto", assinala Rui Pereira. Apesar de poder ser utilizado por qualquer pessoa, o shuttle destina-se, assim, preferencialmente, a ligar em menos de meia hora um “hub de autocarros” ao “hub regional aeroportuário”, explicou o responsável pelo marketing da empresa que vai colocar o mini-bus a sair da garagem Atlântico de hora a hora, entre as 8h e as 19 horas.

Tendo em conta as carreiras de expressos que ali páram, o serviço servirá quem viaja dos concelhos de Santa Maria da Feira, Aveiro, Coimbra, Guarda, Viseu, Vila Real, Porto, Chaves e Bragança, concelhos com fortes comunidades de emigrantes que têm vindo a aproveitar os voos low-cost entre Pedras Rubras e vários destinos de residência de comunidades portuguesas na Europa.

Sugerir correcção