Slavoj Žižek recebe medalha de honra e dá conferência nas Belas-Artes do Porto

No próximo sábado, o filósofo e teórico da cultura esloveno dará uma conferência intitulada A Liberdade de uma Escolha Forçada.

Foto
Slavoj Žižek em Lisboa

O filósofo e teórico cultural esloveno Slavoj Žižek vai receber, no próximo sábado, a medalha de honra da Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto (FBAUP) e dar uma conferência, anunciou aquela instituição de ensino.

A conferência, intitulada A Liberdade de uma Escolha Forçada, vai ter lugar às 17h, no âmbito do projecto internacional Technical Unconscious. A entrada na sessão é livre, mas está sujeita ao limite de espaço da Aula Magna da FBAUP.

Nascido em Liubliana em 1949, Žižek já publicou dezenas de livros, traduzidos em mais de 20 línguas, sobre temas que vão da filosofia ao cinema, passando pela psicanálise, sendo dos mais activos pensadores da actualidade. Provocador, sagaz, complexo, intelectual fulgurante do pensamento político e da análise da sociedade contemporânea, é também director internacional do Instituto de Humanidades de Birkbeck, na Universidade de Londres.

Žižek acredita que "'os assuntos políticos são demasiado sérios para serem deixados apenas aos políticos', pelo que procura promover o papel do intelectual público, ser intelectualmente activo e dirigir-se ao público em geral”, diz uma biografia da Universidade de Londres.

Até 2007, era pouco conhecido em Portugal, apesar de já ter um percurso consolidado. Nesse ano a editora Relógio D’ Água iniciou a publicação de alguns dos seus ensaios, como Bem-Vindo ao Deserto do Real, Elogio da Intolerância ou A Subjectividade por Vir. Diz-se filósofo, não profeta: “Não tenho respostas, tento colocar as perguntas certas”, costuma afirmar.

Entretanto, depois do documentário O Guia de Cinema do Depravado (disponível em DVD), Slavoj Žižek voltou a trabalhar com a realizadora Sophie Fiennes noutra viagem ao longo dos cruzamentos entre cinema e filosofia, intitulada O Guia de Ideologia do Depravado, que estreará em Portugal a 27 de Novembro.

Sugerir correcção