NOS Alive e Vodafone Paredes de Coura vencem Portugal Festival Awards 2014

Os vencedores na segunda edição dos prémios foram anunciados na noite desta terça-feira no Cinema São Jorge, em Lisboa

O NOS Alive, realizado anualmente no Parque Marítimo de Algés, em Oeiras, foi o festival vencedor em mais categorias
Foto
O NOS Alive, realizado anualmente no Parque Marítimo de Algés, em Oeiras, foi o festival vencedor em mais categorias Miguel Manso

O NOS Alive foi considerado o Melhor Festival Urbano e o Vodafone Paredes de Coura o Melhor Festival Não Urbano na segunda edição dos Portugal Festival Awards, numa escolha do público português feita online. Os prémios foram anunciados na terça-feira à noite no Cinema São Jorge, em Lisboa, numa cerimónia que contou com as actuações dos premiados D'Alva, For Pete Sake, Jimmy P, Sequin e Time For T, em conjunto com a West European Symphony Orchestra.

Em competição, em mais de uma dezena de categorias, estavam 106 festivais - abrangendo géneros musicais que vão do rock ao metal, do reggae à música tradicional portuguesa - que, segundo a organização, movimentaram mais de dois milhões de espectadores.

Nas restantes categorias foram distinguidos o Festival NOS Alive (Melhor Festival de Grande Dimensão), o Festival Sumol Summer Fest (Melhor Festival de Média Dimensão), o Festival Milhões de Festa (Melhor Festival de Pequena Dimensão), o Festival Vodafone Paredes de Coura (Melhor Campismo), a Queima das Fitas de Coimbra (Melhor Festival Académico), o Indie Music Fest (Melhor Micro-Festival) e o Festival Alive (Melhores WC's).

Jimmy P (Melhor Actuação ao Vivo - Artista Revelação), Buraka Som Sistema (Melhor Actuação ao Vivo - Artista Nacional), e Arctic Monkeys (Melhor Actuação ao Vivo - Artista Internacional) também foram premiados.

Nas categorias escolhidas por júri destacaram-se o NOS Alive (Melhor Cartaz), o LISB/ON #Jardim Sonoro (Melhor Comunicação), o NOS Primavera Sound (Contribuição para o Turismo), as Vodafone Music Sessions (Melhor Activação de Marca), o Sol da Caparica (Contribuição para a Divulgação da Música Portuguesa) e o Bons Sons (Festival Mais Sustentável)

O júri integrava os guitarristas Zé Pedro e Tó Trips, a fotógrafa Rita Carmo, o jornalista Miguel Cadete, os radialistas Álvaro Costa e Nuno Calado (Antena 3), Joana Cruz (RFM) e Pedro Ramos (Radar), assim como Ana Markl (Canal Q) e Ana Teresa Ventura (SIC).

Os Portugal Festival Awards foram lançados em 2013 por João Dinis e Rita Pires, dois consultores que criaram esta iniciativa numa incubadora de empresas em Lisboa. O objectivo é reconhecer os festivais de música em diferentes categorias, da organização ao cartaz, do tipo de recinto à sustentabilidade.

Em 2013, a primeira edição dos Portugal Festival Awards teve nomeados 60 festivais de música.