Os graffiti que o ICS não quis mostrar

Um ensaio visual publicado no último número da revista Análise Social levou o director do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa a retirá-la de publicação. Estas são as imagens que o ICS não quis mostrar.

Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria

É a polémica do momento no meio científico português. Um ensaio visual publicado no último número da revista Análise Social levou o director do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa a retirá-la de publicação, por considerar que as imagens aí exibidas eram “chocantes, ofensivas e de gosto duvidoso” e “susceptíveis de pôr em causa o bom nome e a imagem” da instituição.

O ensaio, com o título A Luta voltou ao muro e da autoria do investigador Ricardo Campos, tem ao todo oito páginas, seis das quais ocupadas por imagens de <i>graffiti</i> existentes nas ruas de Lisboa com palavras de ordem contra o Governo e grandes empresários e banqueiros. Por causa dele, a edição impressa da revista foi suspensa e os seus conteúdos retirados da Internet. Estas são as imagens que o ICS não quis mostrar.