“20 XX Vinte” é igual a cinco horas de música sem paragens

Neste sábado, a partir das 20h, o Edifício AXA, no Porto, vai receber mais uma edição do "20 XX Vinte", um evento que se prepara para proporcionar cinco horas de música e exposições "non-stop". Entrada é gratuita

Se "20 XX Vinte" for uma conta de somar, o resultado é fácil de adivinhar: 60. Pois bem, é mesmo esse o número de artistas que estará representado, a 18 de Outubro, no Edifício AXA, na Avenida dos Aliados, no Porto

Mas as operações matemáticas não ficam por aqui. Isto porque o evento cultural "20 XX Vinte", organizado pela Lovers & Lollypops em parceria com a Câmara do Porto, através da Porto Lazer, vai dividir os artistas em questão — bandas, "cartazistas" e DJs — por três pisos daquele espaço da cidade: 20 em cada, portanto.

Se isso não bastasse, a iniciativa faz uma subtracção. Neste caso, no preço. Se as anteriores edições do "20 XX Vinte" tinham um custo de entrada, desta vez o público pode aceder gratuitamente ao evento que, pela quinta vez, promete animar o Porto.

Depois de todas estas somas, divisões e subtracções, o resultado é só um: cinco horas de música e exposições sem paragens. No primeiro piso do AXA, esse tempo será ocupado por 20 bandas portuguesas que actuarão sucessivamente em concertos de 15 minutos, "quase em contra-relógio", refere a organização. Já no segundo andar poderão ser vistos 20 cartazes criados por outros tantos artistas. Por fim, no terceiro piso, estará a decorrer uma espécie de desafio, em que 20 DJs terão até três músicas para "justificar a subida ao estrado".

Como não poderia deixar de ser, o início do "20 XX Vinte" está marcado para as 20h. GHETTHOVEN, PZ, Sequin e Stereoboy são alguns dos artistas que fazem parte do cartaz de bandas desta edição, enquanto Aceloria, APOCA-LIPS, Ekco Deck e Flakka representam uma parte da oferta de DJs presente no AXA. Em termos de "cartazistas", poderá ser apreciado o trabalho de André Covas, Another Collective, Dobra ou Marco Balesteros, entre outros.