Fotogaleria
Fotogaleria
João Peleteiro
Fotogaleria

Belenenses muda-se para o Jamor

As obras no Campo 2 do Estádio do Restelo vão obrigar os “azuis” a jogar no Estádio Nacional por tempo indeterminado

Devido à indisponibilidade em utilizar o Estádio do Restelo, o Belenenses solicitou a inversão da primeira jornada frente à Agronomia, que terá assim, no próximo sábado, a Tapada como palco, mas a recepção ao CDUL, na terceira ronda, já se vai realizar no Estádio Nacional.

No arranque de mais uma época, o Belenenses depara-se com o problema de não ter o campo onde normalmente joga em condições e terá assim que mudar-se de malas e bagagens para o Jamor, que será a casa "azul" por tempo indeterminado.

Com as obras da troca do relvado do Campo 2 do Estádio do Restelo para um piso sintético ainda a decorrerem, o Belenenses viu-se obrigado a procurar uma solução alternativa e Miguel Freudenthal, presidente da secção de râguebi dos “azuis”, revelou ao P3 Râguebi que o regresso a Belém não é certo: “De momento ainda não sabemos se o piso sintético que está a ser colocado é propício à prática de râguebi e muito menos se irá ter marcações e estruturas para colocar os postes, sem o qual não é possível que um jogo de râguebi decorra.”

O emblema da “cruz da Cristo” tem um projecto para um novo campo aprovado e em Abril do ano passado foram outorgadas as escrituras que formalizam a cedência ao Belenenses da utilização e exploração de um terreno na Avenida dos Bombeiros, perto das instalações do Clube Internacional de Futebol (CIF), destinado à construção do Belém Rugby Park, um complexo que terá um campo de râguebi e um circuito de manutenção para utilização pública com os respectivos equipamentos de apoio.

Porém, falta ainda entregar o processo de licenciamento, que já está em elaboração. Aquando da sua entrega, a Câmara Municipal de Lisboa terá um prazo de 180 dias para dar uma resposta ao clube. Transposto este “obstáculo”, outro se coloca: A escassez de ajudas financeiras. Os fundos privados serão uma das vias de financiamento dos “azuis”, que lançaram em Junho do ano passado uma campanha de angariação de donativos para a construção do campo. As ofertas poderão ser realizadas através do site do Belém Rugby Park.