Há muito para apagar nos aparelhos da Apple. O iOS 8 precisa de espaço

Actualização do sistema operativo da Apple já pode ser feita. Mas há tarefas a cumprir antes da instalação.

Foto

A Apple disse que este era o seu “maior lançamento desde que foi criada a App Store” e tal como tinha prometido, a partir de agora está disponível para ser descarregado. Trata-se do novo sistema operativo iOS 8 destinado a iPhones, iPads e iPods Touch e que já vem incorporado nos recentes smartphones lançados pela Apple o iPhone 6 e o 6 Plus. Quem já o experimentou diz que mais que mudanças radicais quanto ao iOS 7, o novo sistema destaca-se em pequenas coisas mas que fazem a diferença.

O iOS 8 foi apresentado em Junho por Tim Cook, o presidente executivo da Apple, e na altura as novidades em aplicações para saúde e casas inteligentes, nomeadamente através das plataformas Healthkit e Homekit, foram sublinhadas. Foi aliás um problema na aplicação de saúde e bem-estar físico HealthKit que terá atrasado o lançamento do iOS 8. Devido a dificuldades não nomeadas pela Apple, a aplicação só deverá estar disponível no final deste mês, indicou um porta-voz da empresa à Reuters.

Cerca de três meses depois e dois dias antes da chegada ao mercado dos novos iPhones 6, o sistema operativo foi analisado à lupa nas últimas horas por sites noticiosos de tecnologia e o balanço tem tanto de positivo como de negativo.

A maioria começa por deixar conselhos que devem ser seguidos antes da instalação do iOS 8. Tendo em conta que o ficheiro para descarregar o sistema tem 1,1GB, o site de notícias de tecnologia CNET indica que na maioria dos casos os utilizadores vão precisar de pelo menos 6GB de espaço livre.

Para os utilizadores que tenham demasiados dados no seu aparelho é aconselhado, por exemplo, a apagar aplicações que não utilize e mensagens antigas. Além de se ganhar espaço, o utilizador ficará com mais capacidade para receber as aplicações que traz o novo sistema operativo e terá mais garantias de que a actualização para o novo sistema irá decorrer sem problemas. Deve também transferir fotografias para o iCloud, Dropbox ou Google Drive. A necessidade de apagar itens para ter mais espaço para receber o iOS 8 está a ser uma das principais críticas à Apple nas redes sociais.

The Guardian e o CNET aconselham outro passo para uma instalação sem problemas: fazer um backup do aparelho onde o utilizador tiver instalado o sistema iOS. Apesar de ser possível realizá-lo através do iCloud, fazê-lo manualmente no iTunes pode revelar-se mais vantajoso. Feito isto, a instalação é iniciada depois de se seleccionar Definições, seguido de Geral e Actualização de software.

Para instalar o iOS 8, o utilizador pode fazer a actualização OTA (over the air) através da função Definições ou ainda descarregar o ficheiro com o novo sistema a partir do iTunes. Se estiver numa rede Wi-fi, o utilizador pode descarregar o iOS logo a partir do seu aparelho, não sendo necessário recorre ao iTunes ou ao seu computador. Basta ir a Definições, Geral, Actualização de software e activar a opção Descarregar e Instalar.

Caso o utilizador opte pelo iTunes deve clicar no canto superior direito do iTunes e escolher o botão Actualização, o que irá abrir uma janela a alertar que há uma nova versão de iOS disponível. Depois é escolher Descarregar e Instalar.

Incompatibilidades com aparelhos mais antigos
O iOS 8 é compatível desde o Iphone 4s até ao iPhone 5s, no iPod Touch, no iPad 2, 3, 4 e Air e ainda no iPad mini. Segundo o site ArsTechnica, no caso do iPhone 4s e do iPad 2, após a instalação do iOS 8 foram registados problemas de lentidão no funcionamento dos aparelhos e a impossibilidade de utilizar algumas funcionalidades. No iPhone 4s, o tamanho do ecrã é incompatível com o tamanho do teclado que vem com o novo sistema operativo. Abrir um email também se pode tornar um problema, dado o pouco espaço que fica disponível para o utilizador escrever uma mensagem. Aplicações como o Safari, a câmara ou calendário ficam comprometidas e levam mais tempo a abrir. Alguns destes problemas são idênticos no iPad 2.   

O que há de inovador?
Algumas das funcionalidades do novo sistema são óbvias mas outras são um pouco mais sublimes, apesar de terem um forte impacto no dia-a-dia do utilizador. Por exemplo, o sistema permite novas formas de responder às notificações. Sem ser necessário sair da aplicação em que se está a trabalhar passa a ser possível reagir a mensagens, emails, alertas de calendário ou recebidos pelo Facebook.

Surge agora o iCloud Drive, compatível com qualquer aparelho Apple, e que permite guardar apresentações, ficheiros PDF, imagens e outro tipo de documentos no iCloud. 

Outra das novidades é que na parte de cima do ecrã passam a surgir as caras dos últimos contactos com quem se falou, bem como os contactos mais utilizados. “Basta um toque para telefonar, enviar uma mensagem de texto ou fazer uma chamada FaceTime”, diz a Apple.

No email foi agilizada a forma como se pode passa da mensagem que está a ser redigida para uma mais antiga, bem como a tarefa de copiar parte de um texto para o campo de texto de uma mensagem. O email cria agora uma notificação quando detecta uma mensagem onde exista um contacto telefónico ou uma resposta a um pedido de confirmação da data de uma viagem, por exemplo.

Nas mensagens é agora possível rever todos os anexos que foram trocados nas conversações apenas num ecrã e as imagens e vídeos que foram enviados e recebidos.

Para o iPad, a Apple criou a possibilidade de se ter várias páginas de Internet abertas em simultâneo. Há também uma nova barra lateral móvel que mostra os marcadores, lista de leitura e ligações partilhadas.

Com o iOS 8 o utilizador pode saber quais as aplicações que tem no seu aparelho que estão a consumir mais bateria. Outra das possibilidades é personalizar a lista de partilhas do sistema, priorizando aplicações sobre outras que são menos utilizadas.

O site The Verge destaca na sua avaliação do novo sistema a criação de um Medical ID, ou seja, uma ficha médica sobre o utilizador, onde podem ser sinalizadas alergias, consultar contactos de urgências hospitalares, problemas de saúde e doenças anteriores.

Notícia corrigida às 11h39 de 19 de Setembro: Alterada informação relativa à forma de de instalar o iOS 8.