Noocity: estas hortas só precisam ser regadas a cada 15 dias

Esta marca portuguesa lançou há poucos meses produtos que prometem tornar o cultivo de hortas urbanas mais fácil e simples. Um sistema especial de subirrigação oferece maior autonomia e produtividade

Foto
DR

“Uma horta em qualquer lugar” é o lema da Noocity, uma marca que aposta em produtos para tornar o cultivo de hortas urbanas mais fácil e simples. Esta empresa criada por jovens começou, em Junho de 2014, a comercializar a Growbed e a Growpocket, soluções que permitem criar hortas em grandes e pequenos espaços, horizontal e verticalmente. 

A Growbed possui, segundo José Ruivo — que, juntamente com Pedro Monteiro e Leonor Babo, é um dos actuais impulsionadores da Noocity —, um sistema de subirrigação especial. Esta tecnologia consiste em criar um depósito de água por baixo da zona de cultivo. O depósito é abastecido e, através de uma rede de pequeninos vasos, a água sobe até às raízes e hidrata as plantas. “Isto poupa até 80% de água pelo facto de estar por baixo de quase 30 centímetros de solo”, garante José ao P3.

Além de economizar água, esta solução oferece uma autonomia maior às hortas urbanas. Por outras palavras, não é necessário estar sempre a regar. Os criadores consideram este detalhe importante porque “a Growbed destina-se a um público urbano que anda sempre ocupado e que tem pouco tempo disponível”. José exemplifica: “nós abastecemos o depósito e, durante duas semanas, não precisamos de regar a horta nem de nos preocupar”.

Foto
Sistema de subirrigação da Growbed

A solução de irrigação da Growbed permite ainda, segundo os criadores, maior produtividade. “Está provado, por vários estudos, que o sistema de subirrigação permite que as plantas produzam quase o dobro do que produziriam numa horta convencional”, garante. 

Foto
Da esquerda para a direita

 

Foto
Growpocket

A Growbed pode durar “mais ou menos” três anos, mesmo com condições adversas de vento, ou chuva. O produto também é resistente à exposição solar uma vez que está provido de protecção U.V, garante a equipa da Noocity.

Os criadores confessam que têm aprendido muito com este projecto, pelo facto de "não haver nada do género a nível nacional". “Até onde o nosso conhecimento nos permite saber”, sublinha José, “não existe outro produto com as características da Growbed”, que o gestor admite ser a menina dos seus olhos “devido a todas as suas capacidades”.

Hortas urbanas em escolas e restaurantes

Neste momento o público-alvo da Noocity são hotéis, escolas e restaurantes. A estratégia da marca prevê projectos pedagógicos com escolas e restaurantes, que estão a ser iniciados neste momento. “Uma horta na minha escola” é o nome da iniciativa da Noocity que visa a criação de um trabalho didático com os mais novos. O projecto conta já com uma rede de financiamento colectivo para as escolas que queiram adquirir os produtos mas que não possuam capacidade económica para tal.

Com os restaurantes o trabalho é feito no sentido de “tentar incutir nos hábitos e nas rotinas de um restaurante uma produção local de alguns produtos específicos que o chef queira produzir”. “A este projecto chamamos ‘we grow our food localy’”, explica Leonor Babo, designer gráfica da Noocity.

“Enquanto marca queremos fazer com que as pessoas utilizem de forma inteligente os recursos que têm ao seu alcance: o sol, a água, o vento. Queremos que os citadinos tenham uma atitude mais ecológica e mais sustentável reaproveitando tudo e não desperdiçando nada”, sugere Pedro Monteiro.

A Noocity já está a desenvolver parcerias que permitam ter os produtos disponíveis no Brasil e em Itália. A marca já tem também a Growbed e a Growpocket disponíveis no mercado espanhol

Em território nacional, os equipamentos podem ser adquiridos no site da marca e no Cantinho das Aromáticas, no Porto. Os preços variam entre os 35 (Growpocket single) e os 239 euros (Growbed large).

Texto editado por Andréia Azevedo Soares