Último filme com James Gandolfini exibido no festival de Toronto

O "primo Marv", a personagem que o actor interpreta em The Drop, tem óbvias afinidades com o padrinho mafioso da série Os Sopranos.

Foto

O último filme em que participou o actor James Gandolfini (1961-2013), The Drop (O Golpe), estreou-se esta sexta-feira, dia 5, no festival de cinema de Toronto, no Canadá. Uma história de gangsters realizada pelo belga Michaël R. Roskam.

Celebrizado como protagonista da série Os Sopranos, na qual interpretava um padrinho mafioso com problemas de ansiedade, pode dizer-se que Gandolfini regressa de algum modo às origens neste seu derradeiro papel, o último que desempenhou antes de morrer de um ataque cardíaco, em Julho de 2013, quando passava férias em Roma.

Dirigido por Roskam a partir de um argumento do escritor americano Dennis Lehane – autor de vários livros adaptados ao cinema, como Mystic River, Vista pela Última Vez… ou Shutter Island –, The Drop conta a história de um barman solitário, Bob Saginowski (Tom Hardy) envolvido num esquema de lavagem de dinheiro para gangsters locais no submundo dos bares de Brooklyn. Sob as ordem do seu patrão e primo Marv (James Gandolfini), Bob vê-se metido num roubo que dá para o torto.

Tom Hardy e Gandolfini contracenam com a actriz sueca Noomi Rapace, que conquistou popularidade internacional com a sua interpretação da hacker Lisbeth Salander, nos filmes baseados na célebre trilogia policial Millenium, de Stieg Larsson.

Quando Gandolfini foi contratado para o elenco de The Drop, Dennis Lehane, cujo argumento adapta um conto da sua própria autoria, disse aos jornalistas que quis logo aumentar o número de diálogos porque “Gandolfini consegue transformar a linguagem de rua numa sinfonia”.

O filme deverá ter estreia comercial nos EUA no próximo dia 12 e prevê-se que chegue às salas portuguesas a 20 de Novembro.