Morreu Luís Pedro Fonseca, compositor de Olhó Robot ou Sempre que o amor me quiser

Membros dos Chinchilas ou Lexus e co-fundador dos Salada de Frutas, foi vítima de um ataque cardíaco fulminante. Tinha 64 anos.

Luís Pedro Fonseca, o primeiro à esquerda, co-fundou os Salada de Frutas em 1980
Foto
Luís Pedro Fonseca, o primeiro à esquerda, co-fundou os Salada de Frutas em 1980 DR

O músico Luís Pedro Fonseca, de 64 anos, que fez parte do grupo Salada de Frutas, morreu no domingo à noite, informou hoje a Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), da qual fazia parte desde 1973. "O autor foi vítima de morte súbita, em gozo de férias, não se sabendo de momento quando decorrerá o funeral", afirma em comunicado a SPA, que lamenta a morte do compositor, músico e produtor.

Nascido em Lisboa, Luís Pedro Fonseca pertenceu aos grupos Plexus e Chinchilas e foi co-fundador, com Zé da Ponte e Lena d'Água, dos Salada de Frutas, com os quais gravou, como teclista. Luís Pedro Fonseca compôs música para teatro, nomeadamente para peças levadas à cena pelo Teatro Experimental de Cascais e também pelo Nacional D.ª Maria II, entre as quais O Leque de Lady Windermeer, de Oscar Wilde, encenada por Carlos Avilez.

Entre os "sucessos musicais" que assinou, a SPA destaca Sempre que o amor me quiser, interpretado por Lena d'Água. Papalagui, Olhó Robot, Lusitânia são outras canções assinadas por Luís Pedro Fonseca, sozinho ou em parceria. Foi produtor do álbum Fado bailado, de Rão Kyao, de álbuns de Né Ladeiras e "escreveu e produziu o disco Super Bebés, interpretado por Alexandra Lencastre". Produziu também o álbum Arquipélago, com obras de José Luís Tinoco, "compositor que muito admirava", refere a SPA.

Luís Pedro Fonseca é o autor do Hino dos Jogos da Lusofonia, realizados em 2006, em Macau. A cooperativa de autores refere ainda que "foi autor de muitos jingles publicitários, alguns premiados em festivais internacionais", inclusive o Leão de Ouro de Cannes (Cannes Lions International Festival of Creativity).

A SPA salienta "o trabalho artístico e cultural" de Luís Pedro Fonseca, "a sua atenção à vida da cooperativa e a marca de qualidade que deixou na sua obra e nas muitas que produziu". Luís Pedro Fonseca trabalhou "com alguns dos maiores músicos e cantores das últimas décadas, tendo-se destacado também pelo seu exemplar trabalho como produtor musical exigente e de muita qualidade", segundo a mesma fonte.