Estes sapatos já foram lixo dos mares (e são um grito de alerta)

Everything Is Rubbish quer alertar as pessoas para os perigos do consumo excessivo e da poluição dos mares, onde se estima que existam 165 milhões de toneladas de plásticos

Há uma espécie de promessa de felicidade implícita no acto de consumir. Comprar e comprar e comprar. Para sorrir, ser feliz, ter sucesso. E, no entanto, boa parte do que se compra acaba no lixo tempos depois. É mais ou menos esta a mensagem por detrás de Everything Is Rubbish, dos britânicos Charles Duffy, William Gubbins e Billy Turvey, que fizeram do seu projecto um manifesto contra os milhões de pedaços de plástico que todos os dias chegam aos mares.

Os números com que os estudantes de Design na Universidade de Londres Goldsmiths lançam o projecto são elucidativos: em todo o mundo, estima-se que existam 165 milhões de toneladas de plásticos nos oceanos; oito milhões de pedaços de plástico entram nos mares todos os dias; animais de pelo menos 267 espécies diferentes morreram por comer plástico ou emaranhados nesse material.

Com um "tour" pelas praias do Reino Unido, os jovens criadores da Everything Is Rubbish recolheram material para iniciar o seu projecto: construir sapatos a partir de lixo e alertar para os efeitos do consumo excessivo e da poluição dos mares.

Uma campanha

Depois de devidamente desinfectado, o material é aquecido para poder ser trabalhado. Os resultados podem ser vistos no vídeo de apresentação do projecto — e os criadores garantem que sapatos feitos de lixo podem muito bem ser resistentes e duradouros.

Também fazem parte da campanha pósteres desenhados pelos três jovens britânicos e que exibem o logótipo da Nike desfocado e a frase “You Did It”, acompanhados de estatísticas que estiveram na origem do projecto. Sim, campanha: os sapatos não estão à venda, querem apenas gritar aos consumidores para quem comprem menos, com mais qualidade, e aproveitem o que têm. Porque "everything you buy is rubbish" — "tudo o que compras é lixo".  

Sugerir correcção