Festival literário Escritaria homenageia este ano Lídia Jorge

"Penafiel vai ser a cidade de Lídia Jorge" durante cinco dias em Outubro.

Foto
A escritora Lídia Jorge enric vives-rubio

O autarca explicou que o festival literário vai manter o figurino de anos anteriores, "prestando tributo à vida e obra de escritores de língua portuguesa". Lídia Jorge sucede ao escritor Mário de Carvalho, que foi homenageado na edição de 2013.

Este ano, o evento vai passar de três para cinco dias, período para o qual estão a ser programadas várias actividades que permitam "dar um maior conhecimento à vida e obra" da escritora homenageada, assinalou ainda o edil. Antonino Sousa recordou que Lídia Jorge tem "mais de 30 anos de escrita e uma vasta obra publicada em mais de 20 línguas, com imensas distinções em Portugal e no estrangeiro".

Teatro, arte de rua, momentos musicais, conferências e apresentação de livros são alguns momentos que constarão da programação, envolvendo toda a cidade, de 1 a 5 de Outubro.

Outra novidade apontada para a edição de 2014 é a existência de um comissário cultural responsável pela programação, tendo sido escolhido Alberto Santos, mentor do projecto e anterior presidente da câmara.

Apesar da mudança de presidente da autarquia, o actual líder do executivo Antonino Sousa disse à Lusa que o Escritaria é um projeto "para continuar", porque, frisou, constitui "uma referência no panorama cultural do país e ajuda na afirmação de Penafiel como concelho de referência sob ponto de vista cultural".

Nas edições anteriores do Escritaria tinham sido homenageados os escritores Urbano Tavares Rodrigues, José Saramago, Agustina Bessa-Luís, Mia Couto e António Lobo Antunes.

Sugerir correcção
Comentar