Assembleias municipais de 18 autarquias votam lista para a Comissão Executiva

Demétrio Alves é o nome proposto pelo PCP para a liderança do órgão executivo da Área Metropolitana de Lisboa.

Foto
As eleições para a Comissão Executiva Metropolitana realizam-se esta terça-feira, entre as 19h e as 22h Nuno Ferreira Santos

Foi em Janeiro que foi chumbada a lista que integrava, como primeiro secretário e nos dois lugares executivos, Maria da Luz Rosinha (ex-presidente da Câmara de Vila Franca de Xira), Carlos Inácio (assessor na Câmara de Lisboa) e Emanuel Costa (do PS do Montijo), todos eles indicados pelo Partido Socialista. Nos lugares não executivos surgiam Filipe Miranda Ferreira (vereador na Câmara da Amadora) e João Carlos Dias Coelho (administrador da Tratolixo), ambos indicados pelo PSD.

Como era expectável, a grande maioria das assembleias municipais presididas pelo PCP opôs-se a essa lista, mas a votação, que se realizou em simultâneo nos órgãos deliberativos de todos os municípios da Área Metropolitana de Lisboa, não foi isenta de surpresas: Sintra e Vila Franca de Xira, ambas lideradas pelo PS, votaram contra, e Loures, que está nas mãos do PCP, votou a favor. No caso de Vila Franca há que notar que Maria da Luz Rosinha foi presidente da câmara durante 16 anos, tendo-lhe sucedido nas últimas autárquicas Alberto Mesquita, também eleito pelo PS.

Desta vez, a lista proposta para a Comissão Executiva Metropolitana é mais plural. Como primeiro secretário surge o Demétrio Alves (ex-presidente da Câmara de Loures indicado pelo PCP), seguido de João Pedro Domingues (antigo vereador do PS na Câmara de Loures) e de Filipe Miranda Ferreira. Nos lugares não executivos aparecem Carlos Picanço dos Santos (antigo vereador da Câmara da Moita) e Emanuel Costa, o primeiro indicado pelo PCP e o segundo pelo PS.

Nesta segunda votação, que vai ter lugar esta terça-feira entre as 19h e as 22h, deverão participar 552 pessoas, número que corresponde ao total de eleitos directos das 18 assembleias municipais.  

A nova lista só será eleita se reunir a maioria dos votos favoráveis (num número igual ou superior a metade das assembleias municipais), desde que esses votos sejam representativos da maioria dos eleitores do conjunto de municípios da Área Metropolitana. O resultado do apuramento final deverá ser conhecido depois das 12h de dia 16 de Julho.