Notas médias nos exames do secundário subiram nas disciplinas com mais inscritos

Médias de Português e Biologia e Geologia acima dos 10 valores. Nota média de Física e Química também melhorou, mas não chega à positiva. Matemática, História e Economia contrariam tendência.

Miguel Nogueira
Foto
Miguel Nogueira

As notas médias dos exames nacionais do ensino secundário nas três disciplinas com maior número de inscritos subiram este ano. Os dados revelados esta sexta-feira pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC) mostram que, nos casos de Português e Biologia e Geologia, a nota média atingiu um resultado positivo, ao contrário do que tinha acontecido no ano passado. Os resultados da 1.ª fase dos exames nacionais mostram uma melhoria generalizada dos resultados dos alunos, com excepções em disciplinas como Matemática, História e Economia.

Português foi a disciplina em que foi realizado o maior número de provas (70.953). A prova teve média positiva, com a nota a subir 8,9 para 10,7 valores. Na linha desta tendência, o número de reprovações na língua nacional também decresceu. E para metade: de 10 para 5% dos alunos inscritos. Nas outras duas disciplinas mais concorridas nesta 1.ª fase das provas do ensino secundário, Biologia e Geologia (51.953 exames) e Física e Química (50.863) também se verificaram melhores resultados do que no ano anterior.

No caso de Biologia e Geologia, a média global da 1.ª fase é de 10,7, o que corresponde a uma melhoria de 2,6 valores em relação à do ano passado. Esta é a disciplina em que os resultados registam uma variação mais positiva em comparação com os exames nacionais de 2013, seguida de Português (mais 1,8 valores). No mesmo sentido, a percentagem de reprovações em Biologia e Geologia caiu para metade, fixando-se agora nos 8 por cento.

Entre as disciplinas com variações mais positivas neste ano estão também Geografia – média de 10,5 valores, mais 1,1 valores  do que no ano anterior – e Física e Química, outra das provas com maior número de inscritos. A melhoria dos resultados em Física e Química também levou a uma redução do número de reprovações (de 24 para 19%), mas as notas conseguidas pelos estudantes não foram suficientes para elevar a média nacional desta disciplina para terreno positivo. A nota a esta disciplina fixou-se, na 1ª fase dos exames deste ano, em 8,8 valores, mais um valor do que há um ano.

Física e Química é uma das oito disciplinas com média negativa nos resultados divulgados esta sexta-feira pelo MEC. Nas restantes 15, a nota média dos inscritos está acima de 9,5 valores. De resto, os resultados das três disciplinas com maior número de inscritos nos exames são o exemplo de uma melhoria verificada nos resultados da generalidade das disciplinas. Em 13 casos, a classificação melhorou face ao ano passado, diminuindo nas restantes dez. Em terreno positivo estão as notas de disciplinas como Filosofia (média de 9,7 valores), Inglês (12,7) e Desenho A (12,6). Nestas duas últimas disciplinas não houve nenhuma reprovação nestes exames nacionais do ensino secundário.

Entre as principais disciplinas, a principal excepção à melhoria de resultados nos exames nacionais é Matemática, com uma diminuição das notas médias em Matemática A e B em 0,4 e 0,5 valores, respectivamente, bem como um aumento da percentagem de reprovações entre os inscritos. Estas disciplinas tiveram mesmo as notas médias mais baixas da 1.ª fase dos exames: 7,8 em Matemática A e 7,4 em Matemática B..

Os resultados de História A também pioraram este ano, com a média a afundar-se ainda mais (9,9 valores no ano passado contra 9,2 neste ano). Também em Economia, os resultados dos exames nacionais do ensino secundário são piores do que os de há um ano: os alunos que fizeram a prova no mês passado tiveram uma nota média de 9,2 valores, menos 0,8 do que os colegas do ano anterior.

Tal como vem acontecendo nos últimos anos, os alunos internos conseguem classificações mais altas do que os estudantes auto-propostos. A única excepção verifica-se na disciplina de Alemão. Nas disciplinas de Geometria Descritiva e Matemática A, a diferença entre estudantes internos e auto-propostos chega a ser de 4,5 e 4,4 valores, respectivamente.

Os exames decorreram no mês passado em 644 escolas. Na 1.ª fase, foram realizadas provas para 92% das 350.543 inscrições. A partir de segunda-feira, começam as inscrições para a 2.ª fase dos exames nacionais do ensino secundário, que vão decorrer de 17 a 21 de Julho. Os resultados dessas provas serão afixados a 4 de Agosto.