Ferry internacional de Caminha retoma ligação à Galiza no final do mês

Foto

O ferryboat Santa Rita de Cássia, que assegura a ligação entre Caminha e La Guardia, na Galiza, vai voltar a navegar dentro de duas semanas depois de cerca de três meses de paragem, informou nesta quinta-feira fonte autárquica.

De acordo com a mesma fonte, a intervenção da extracção de areias junto ao cais de Caminha começou nesta quinta-feira de manhã e deverá estar concluída dentro quinze dias.

A embarcação, que começou a cruzar o Minho em 1995, interrompeu as ligações fluviais no rio Minho em Abril passado para ser alvo de trabalhos de manutenção, necessários para a renovação do certificado de navegabilidade.

Durante esta paragem foi ainda efectuada a docagem da embarcação, estendendo-se a manutenção ao pontão flutuante.

De acordo com a autarquia, a empreitada junto ao cais de Caminha vai permitir "criar um canal de acesso à zona de atracação do ferryboat e retirar 14 mil metros cúbicos de areia, o que corresponde a sete mil metros quadrados e uma profundidade média de dois metros, que serão recolocados a jusante, na foz do rio Minho".

Esta operação de extracção de inertes implicou, explica o município, a realização de análises dos sedimentos (areias), com o objectivo de garantir que "não tinham metais pesados e não provocariam problemas de contaminação no leito do rio".

Prevista há algum tempo a intervenção arrancou hoje, justifica a autarquia, porque "só agora foram conhecidos os resultados que garantem que os sedimentos estão em condições de serem removidos".

Para o município estas "ligações regulares entre as duas margens do rio Minho, são de grande importância para a economia local", apontando como exemplos os eventos que a Câmara está a promover, como é o caso do ArtBeerFest, a decorrer entre hoje e domingo, e o Festival de Vilar de Mouros com início marcado para o próximo dia 31.

Caminha é único concelho do vale do Minho que depende do transporte fluvial para garantir a ligação regular à Galiza, enquanto os restantes quatro concelhos da região dispõem de pontes internacionais.