Este ano a Matemática foi menos difícil mas mais trabalhosa

À saída do exame as expectativas não eram as melhores.

Fotogaleria
Maria Vasconcelos, 19 anos NFactos/Fernando Veludo
Fotogaleria
João Pedro, 19 anos NFactos/Fernando Veludo
Fotogaleria
Gabriel Marques, 19 anos NFactos/Fernando Veludo
Fotogaleria
Rodrigo Melo, 21 anos NFactos/Fernando Veludo
Fotogaleria
Alunos à saída do exame na Escola Secundária Garcia da Orta, no Porto NFactos/Fernando Veludo
Fotogaleria
Alunos à saída do exame na Escola Secundária Garcia da Orta, no Porto Nfactos/Fernando Veludo

Maria Vasconcelos dedicou-se, durante todo o ano, a esta disciplina. A sua entrada no ensino superior está directamente dependente desta nota. Um ano de exercícios, livros de preparação e exames de anos anteriores que termina também em contas: “Não acho que o teste tenha sido difícil mas era trabalhoso, havia muita coisa para se fazer. Não consegui fazer tudo”.

O ensino superior não é a meta final para Rodrigo Melo. Estudante de Medicina Veterinária veio fazer o exame de Matemática B para tentar mudar para Medicina. “Correu bem mas tive que trabalhar bastante, foi puxado. A nível de dificuldade não era muito complexo mas exigia bastante trabalho e tempo”, explica o jovem para quem “não houve perguntas muito difíceis, eram todas equilibradas".

Entretanto, o segundo toque. Escadas abaixo, multiplicam-se as conversas e os desabafos. Os formulários de exame ficam na mão ou nas pastas. Poucos se atrevem a recordar as últimas três horas, mas muitos projectam uma segunda tentativa. 

O PÚBLICO apresentou a cinco alunos as seguintes questões:

1.   A matéria que saiu no exame foi a que trabalharam nas aulas?
2.    Como correu o exame?
3.    Houve alguma pergunta particularmente difícil?
4.    Como é que se preparou para o exame?

João Pedro, 19 anos

Curso que frequenta: Ciências e Tecnologias  
Curso/área que quer seguir: Engenharia Informática

1.  Sim, foi a que leccionamos no ano.
2. Eram perguntas de pensar muito e era muito complicado. Fiz tudo mas correu mais ou menos.
3. 
A última de indicar a abcissa e ordenada do ponto b. Eram vários caminhos e, como era a última pergunta, já estava cansado.
4.  Preparei-me bem, por acaso. Fiz os exames de 2008 até aos do ano passado. Agora se a noite vai ser boa, não sei.

Gabriel Marques, 19 anos
Curso que frequenta: Ciências e Tecnologias  
Curso/área que quer seguir: Engenharia Informática ou Marketing

1.  Sim, foi a que leccionamos no ano.
2. Muito mal. A minha calculadora quebrou a meio e não tive possibilidade de fazer o resto dos exercícios logo venho à segunda fase.
3. No meu caso foram todas porque não tinha a máquina mas creio que era mais acessível do que o do ano passado.
4.  Tive o último mês, desde o fim das aulas, em casa a estudar. Fiz os exames dos anos anteriores.

Rodrigo Melo, 21 anos
Curso que frequenta: Medicina Veterinária  
Curso/área que quer seguir: Medicina

1.  Como sou aluno do ensino superior estudei pelos livros de preparação mas acho que a matéria nesses livros chegou, agora é esperar pelos resultados.
2. Correu bem mas tive que trabalhar bastante, foi puxado. A nível de dificuldade não era muito complexo mas exigia bastante trabalho e tempo.
3. Não houve nenhuma mais difícil. Foram todas muito equilibradas.
4. Fiz os exames de anos anteriores, comprei um livro de preparação específico e fiz o livro todo.

Maria Vasconcelos, 19 anos
Curso que frequenta: Ciências e Tecnologias  
Curso/área que quer seguir: Depende da nota de matemática

1.  Já estava a contar que saíssem estas matérias. Eram exercícios que se faziam nas aulas, eram comuns. Não acho que o teste tenha sido difícil mas era trabalhoso, havia muita coisa para se fazer. Não consegui fazer tudo porque acho que perdi um bocado de tempo nas perguntas o que fez com que no final acabasse por passar algumas.
2.  Não sei porque como este exame já foi matéria de 11º ano, ainda não estava pronta para um exame deste tipo.
3. Tive dificuldade em várias perguntas
4.  Este ano estive só a dedicar-me a matemática. Estive a treinar exames de anos passados, a fazer exercícios de livros de GAVE e essas coisas que são de preparação para exames com explicações e isso.
 

 Texto editado por Andrea Cunha Freitas