Manuscrito de Like a Rolling Stone vendido por dois milhões de dólares

O poema de Bob Dylan — e a canção que lhe deu corpo — é um dos momentos fundadores da cultura popular do último século.

Reuters
Dylan em 1966 durante um concerto no londrino Royal Albert Hall
Dylan em 1966 durante um concerto no londrino Royal Albert Hall REUTERS
Fotogaleria

O manuscrito do poema Like a Rolling Stone, de Bob Dylan, e que o catapultou para o estrelato em 1965, foi arrematado nesta terça-feira em leilão por dois milhões de dólares norte-americanos (cerca de 1,5 milhões de euros).

A letra original manuscrita por Dylan, que o tornou um ícone do rock, foi à praça através da leiloeira Sotheby´s com um valor base que oscilava entre um e os dois milhões de dólares. Like a Rolling Stone

foi nomeada pela revista

Rolling Stone

como a maior entre as 500 maiores canções de todos os tempos, e a leiloeira Sotheby´s, por seu turno, afirmou que este poema transformou o curso da música pop no século XX.

"O Santo Graal das letras do rock tomou o seu lugar de direito como o manuscrito da música popular mais caro vendido em leilão", disse Richard Austin, da Sotheby´s.

"Estou muito feliz por ver tantos coleccionadores reconhecendo a importância desta letra como uma obra de história cultural do século XX", disse Austin à AFP.

Outro poema autógrafo de Dylan, o hino de protesto A Hard Rain a-gonna Fall, foi arrematado por 485 mil dólares.

No mesmo leilão, uma guitarra de John Lennon alcançou os 305 mil dólares e um "macacão pavão" usado por Elvis Presley foi vendido por 245 mil dólares.

Entre as peças não arrematadas consta um piano usado por John Lennon quando gravou o álbum Imagine, que foi à praça com uma licitação entre os 100 mil e os 200 mil dólares.