A única surpresa no exame de Português do 12.º ano foi a facilidade

Memorial do Convento, de José Saramago e Sermão de Santo António aos Peixes, do Padre António Vieira foram as obras literárias que saíram no exame.

Fotogaleria
João Meireles, 18 anos Paulo Pimenta
Fotogaleria
Ana Silva, 19 anos Paulo Pimenta
Fotogaleria
Miguel Ramos, 18 anos Paulo Pimenta
Fotogaleria
Patrícia Laranjeira, 18 anos Paulo Pimenta

O exame nacional de Português do 12.º ano, o mais concorrido da 1.ª fase da época de exames do ensino secundário, teve 74.358 alunos inscritos para prestar provas à disciplina. Entre estes estudantes, há 52.707 alunos internos (alunos matriculados na disciplina e que frequentaram as aulas ao longo do ano) e 3.021 alunos que pretendiam fazer o exame para tentar uma melhoria de nota.

O exame de Português do 12.º ano realizado esta manhã foi considerado “fácil” pelos alunos. O facto de o exame abranger conteúdos do 11.º ano “até ajudou”, garantem os estudantes que esperam bons resultados. Ao portão da Escola Secundária Aurélia de Sousa, no Porto, muitos dos 190 alunos (estavam inscritos 204) que realizaram a prova estavam optimistas. 

Os exames valem 30% da nota final dos alunos e os resultados da primeira fase serão divulgados a 11 de Julho. A primeira fase dos exames nacionais do ensino secundário começou na terça-feira, com a prova de Filosofia para os alunos do 11.º ano, e termina a 27 de junho, com as provas de Geometria Descritiva A e Literatura Portuguesa do 11.º ano.

O PÚBLICO questionou quatro alunos sobre a prova:

1. A matéria que saiu no exame foi a que trabalharam nas aulas?
2. Como correu o exame?
3. Houve alguma pergunta particularmente difícil?
4. Como é que se preparou para o exame?

João Meireles, 18 anos
Curso que está a frequentar: Artes Visuais

1. Sim.
2. Eu acho que correu bem, achei o exame relativamente acessível, ainda bem que saiu o que eu estudei mais.
3. Achei que as perguntas eram razoáveis, até em termos de gramática e a composição, tudo. Houve uma pergunta que me confundiu um bocado, já sei que respondi mal, mas era só uma escolha múltipla e não vale grande coisa. Achei mais razoável do que os exames que tinha visto no site.
4. Preparei-me mais ou menos, mas acho que correu bem.

Ana Silva, 19 anos
Curso que está a frequentar: Ciências e Tecnologias

1. Foi, não houve qualquer surpresa.
2. Foi fácil, foi mesmo fácil. Achei que fosse muito mais difícil, mas foi acessível. Espero uma nota razoável.
3. Não, por acaso era tudo relativamente fácil, nem pediam análises de recursos estilísticos e essas coisas mais complicadas.
4. Estudei à brava. As pessoas para o ano devem estudar mesmo a matéria do 11.º e 10.º anos, porque vai ser mais difícil e a matéria do 10.º complica um bocado a coisa.

Miguel Ramos, 18 anos
Curso que está a frequentar: Línguas e Humanidades

1. Sim, foi o que demos nas aulas, sem surpresas.
2. Achei fácil, o exame correu-me bem. Comparando com os exames que fiz para treinar, achei este mais fácil. Toda a gente com quem falo diz-me que correu bem.
3. Não, foram todas acessíveis. A gramática até foi bastante fácil.
4. Até não estudei muito, mas correu-me bem, pois estudei o suficiente.

Patrícia Laranjeira, 18 anos
Curso que está a frequentar: Ciências e Tecnologias

1. Sim.
2. Correu bem. Por acaso não estava à espera e pensei que ia ser mais difícil.
3. Não sei, houve umas confusões na gramática, mas foi tranquilo. [O facto de incluir matéria do 11.º ano] acho que até ajudou.
4. Estive a rever os resumos que a minha professora enviou e fiz bastantes exercícios e outros exames.