Ponto final na parceria entre o Caldas e a Groundlink

A aliança entre a empresa do ramo aeronáutico e o clube da região do Oeste chegou ao fim

Foto
António Simões dos Santos

A nível desportivo a parceria foi um sucesso e os resultados surgiram antes do planeado, mas na próxima época o Caldas Rugby já não terá a Groundlink como aliada. Divergências entre o clube e a empresa do ramo aeronáutico em relação ao rumo a seguir ditaram o inesperado divórcio.

O acordo parecia sólido e com pés para andar, mas a subida para a Divisão de Honra abriu brechas irreparáveis entre o Caldas Rugby e a Groundlink que vão agora seguir caminhos separados, sendo certo que a empresa liderada por Francisco Bernardino pretende manter a aposta no râguebi.

Segundo o P3 Râguebi apurou, existem contactos com equipas da Divisão de Honra, mas não está afastada a hipótese de no próximo ano a Groundlink não apoiar directamente nenhum clube.

Foto

Num comunicado divulgado pelo clube do Oeste no final da noite deste domingo, é assumido que não foi “possível o entendimento e o consenso entre os dois parceiros, no processo de negociação dos novos termos do acordo a estabelecer para a época 2014/2015.”

Foto

“O Caldas Rugby Clube, lamentando este desfecho, vem reconhecidamente agradecer à Groundlink a aposta, esforço, dedicação que prestou à equipa senior do clube e sem os quais não teria sido possível a conquista do título de Campeão Nacional da I Divisão”, acrescenta o comunicado.