Xerazade DR
Foto
Xerazade DR

Xerazade chega de tapete voador em versão poema sinfónico

Sinfónica Clássica traz os contos mágicos de Xerazade à Casa da Música. Programa anti-superstições, ideal para uma sexta feira 13

Não podemos falar das mil e uma noites e do tema Oriente que norteou toda a programação musical de 2014 na Casa da Música sem pensar em Xerazade. E eis que ela vai chegar ao palco da Sala Suggia, assim que o maestro Christoph König começar a fazer cumprir o programa que a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música tem agendada para esta sexta feira 13. 

O tapete voador de Xerazade chegará à Casa da Música transformado numa poesia sinfónica, escrita por Nicolai Rimsky-Korsakoff. A obra tem diversos solos para o violino, e será num solo de violino acompanhado por harpa que vai surgir a heroína da história. Sheherazade é descrita como "uma peça de grande expressividade, sensualidade e exuberância" e é também a partitura mais famosa deste compositor russo.

Na primeira parte do espectáculo, o maestro titular vai ainda conduzir a orquestra até a “O Lago Encantado”, de Anatol Liadov, e pelo Concerto para flauta e orquestra de Lowell Liebermann. O solista chefe de naipe da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Paulo Barros, vai assumir os solos de flauta.

Para quem quiser conhecer mais aprofundadamente este repertório, o editor de Programação da Casa, Rui Pereira, fará uma palestra Pré-Concerto. Será às 20h15 no espaço Cibermúsica, localizado no quarto andar do edifício projectado por Rem Koolhas.