Samsung lança telemóvel com sistema alternativo ao Android

Modelo estará disponível inicialmente apenas na Rússia.

O Tizen tem uma interface de utilização semelhante à do Android
Foto
O Tizen tem uma interface de utilização semelhante à do Android Samsung

O sistema operativo Android, desenvolvido pelo Google, foi fundamental para a Samsung conquistar o primeiro lugar no mercado de telemóveis. Mas a empresa sul-coreana decidiu testar uma plataforma alternativa e mostrar o primeiro telemóvel no mercado equipado com o sistema Tizen.

O Samsung Z começará a ser vendido na Rússia, no terceiro trimestre, podendo as vendas estender-se a outros países, de acordo com um comunicado da empresa, divulgado nesta segunda-feira. O aparelho será mostrado já esta semana, num evento de programadores para a plataforma, em São Francisco.

A marca domina o mercado global de smartphones com modelos para todos os preços, mas a experiência de utilização, bem como as receitas da principal loja de aplicações, estão essencialmente na mão do Google. Com o Tizen, que também pode ser usado por qualquer fabricante, mas em cujo desenvolvimento a Samsung tem um papel activo, a par da Intel, a empresa tem um maior controlo sobre esta parte do produto. Além do telemóvel, será também lançada uma loja de aplicações.

A Samsung conseguiu no ano passado quase um terço do mercado de smartphones, segundo números da analista IDC. O Android estava instalado em 78% de todos os smartphones postos à venda pelas várias marcas.

"A Samsung lança o seu primeiro dispositivo Tizen. O que é que isto significa para os consumidores? Nada. Nenhum valor adicional para fazer valer a pena mudar do Android", escreveu, no Twitter, o director de pesquisa da IDC para o mercado europeu de telemóveis, Francisco Jerónimo.

Nas imagens divulgadas com o comunicado, a interface de utilização do Tizen assemelha-se à do Android. O telemóvel, com um ecrã de 4,8 polegadas, inclui algumas funcionalidades do topo de gama da marca, como o leitor de impressões digitais e um sistema de poupança de energia, concebido para permitir ao aparelho funcionar com níveis muito reduzidos de bateria.